Ouvidoria   

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

Estou com Covid. Como organizar a casa durante o meu período de isolamento?

É fundamental adotar comportamentos que evitem a propagação do vírus. Não tem outra opção!

05 de março de 2021

Atualizado em 13/01/2022

Pode acontecer com qualquer um de nós. Mesmo tomando todos os cuidados, você pode acabar contraindo Covid-19.

Se isso acontecer, é fundamental que você entenda que a única forma de não colocar mais pessoas em contato com a doença é adotando comportamentos que evitem a propagação do vírus. Não tem outra opção.

Por isso preparamos este material. Consulte sempre que ficar com alguma dúvida. E compartilhe com seus amigos e familiares 😉

As 10 regras para quem positivou

1) Isolamento

Desde janeiro de 2022, o Ministério da Saúde recomenda uma revisão no número de dias de isolamento para casos leves e moderados de Covid-19. Eles podem variar entre 5, 7 ou 10 dias.

IMPORTANTE: O prazo de 5 ou 7 dias vale APENAS para quem não apresentar mais sintomas respiratórios e febre, há PELO MENOS 24 horas e SEM O USO de antitérmicos.

Aqueles que realizarem testagem (RT-PCR ou teste rápido de antígeno) para Covid-19 com resultado negativo no 5º dia, poderão sair do isolamento, antes do prazo de 7 dias, desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, há pelo menos 24 horas, e sem o uso de antitérmicos.

Se o resultado for positivo, é necessário permanecer em isolamento por 10 dias a contar do início dos sintomas.

Para aqueles que no 7º dia ainda apresentem sintomas, é obrigatória a realização da testagem. Caso o resultado seja negativo, a pessoa deverá aguardar 24 horas sem sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, para sair do isolamento.

Com o diagnóstico positivo, deverá ser mantido o isolamento por pelo menos 10 dias contados a partir do início dos sintomas, sendo liberado do isolamento desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, há pelo menos 24h.

Em casos mais graves, o isolamento pode ser maior. É fundamental sempre pedir orientações ao médico que está lhe acompanhando neste momento.

E quem vive com alguém contaminado, como deve proceder? A Covid-19 é transmitida principalmente de pessoa para pessoa por meio das gotículas respiratórias que são produzidas quando uma pessoa infectada tosse, espirra, fala, canta ou se exercita. Então, quem mora com uma pessoa que está com Covid-19 deve, se possível, realizar isolamento voluntário.

Se isso não for possível, é fundamental ficar atento aos sintomas. E em caso de qualquer dúvida, entrar em contato imediatamente com um serviço de saúde.

2) Quarto individual e ventilado

20200325_icon_covid_paciente_quarto

A pessoa doente deve permanecer em casa em um cômodo isolado e que tenha boa ventilação: um quarto, por exemplo, ou se a casa for pequena, a sala. A ideia é que a pessoa não circule por todos os ambientes para não contaminar os demais integrantes da família.

A cama não pode ser compartilhada (exceção: mães que estão amamentando devem continuar amamentando com o uso de máscara e medidas de higiene, como a lavagem constante de mãos).

3) Se a casa for pequena…

20200325_icon_covid_isolamento

Se a casa for pequena e tiver um único cômodo, o paciente deve manter distância dos demais membros da família por pelo menos 2 metros.

É fundamental que a pessoa doente, se tiver condições, limpe (sempre que possível) as superfícies que são tocadas frequentemente por ela com solução contendo alvejante (1 parte de alvejante para 99 partes de água).

Este hábito é fundamental. Se a pessoa doente não puder, algum familiar pode ajudar.

4) Banheiro

20200325_icon_covid_banheiro

Se possível, reservar um banheiro para uso exclusivo da pessoa doente é importante.

No caso de haver apenas um banheiro na casa, toda vez que o paciente utilizá-lo é fundamental que ele esteja usando máscara e que ele mesmo faça higienização com água, sabão ou água sanitária no vaso, na torneira, na maçaneta e em toda região que for tocada.

Se ele não puder, alguém deve esperar ele sair, colocar luva e máscara e limpar cuidadosamente. Manter o local bem ventilado é recomendado também.

5) Único cuidador

20200325_icon_covid_multidao

Uma única pessoa na casa deve exercer a função de cuidador, de preferência quem está em boas condições de saúde e não tem riscos associados (não ser idoso nem portar doenças crônicas, por exemplo).

O paciente não pode receber visitas e deverá sair de casa apenas em caso de emergência com uso de máscara.

6) Higienização das mãos 

20200325_icon_covid_lavar_maos

Todas as pessoas da casa devem lavar as mãos com água e sabão com frequência. Especialmente antes de comer, cozinhar e após ir ao banheiro.

Em relação ao cuidador, o zelo com a higiene deve ser redobrado em caso de proximidade da pessoa doente, se estiver em contato com secreções (saliva, suor e catarro) e com áreas tocadas pelo paciente (cama, criado mudo, cadeira).

Dar preferência ao uso do papel toalha para secar as mãos é importante. Caso não seja possível, utilizar toalha de tecido e trocar sempre que estiver úmida é uma solução.

7) Pratos/talheres e roupas

20200325_icon_covid_talheres

As refeições devem ser levadas ao paciente dentro do quarto/área isolada da casa. Pratos, talheres, copos, bandejas e demais utensílios domésticos não podem ser compartilhados e devem ser lavados separadamente.

Roupas pessoais, toalhas, fronhas e lençóis devem ser lavados separadamente.

8) Regiões comuns

20200325_icon_covid_higiene

Esta dica é muito importante para todos: limpar e desinfetar áreas comuns e objetos e superfícies tocadas com frequência!

Água, sabão e água sanitária são os maiores aliados.

9) Lenços descartáveis

20200325_icon_covid_lenco

É aconselhável o uso de lenços descartáveis para higienização nasal, em espirros e tosses.

A pessoa doente, o cuidador e demais familiares devem evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos.

10) Máscaras

20200325_icon_covid_paciente_mascara

O paciente deve utilizar máscara o tempo todo. Caso não tolere ficar por muito tempo com ela no rosto deve realizar medidas de higiene respiratória com mais frequência.

É importante lembrar de trocar a máscara sempre que esta estiver úmida ou danificada.

Outro detalhe: o cuidador não pode tocar ou mexer na sua própria máscara quando estiver perto do paciente.

DICA FINAL: E se eu precisar de um atendimento médico?

A orientação para os clientes dos planos de saúde da Unimed VTRP é para que façam imediatamente contato com o PA Virtual 24h Unimed.

Para entrar em contato com serviço de telemedicina da Unimed VTRP, basta acessar unimedvtrp.com.br/pavirtual e seguir o passo-a-passo.

Fontes consultadas: Ministério da Saúde, Portal Nacional Unimed, Organização Mundial da Saúde, Sociedade Brasileira e Infectologia