Ouvidoria   

PCR, teste rápido, autoteste… Entenda as... Coronavírus

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentos do Bem, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Equilíbrio | Saúde Emocional

Sarampo: crianças, jovens e adultos precisam se vacinar. Entenda!

Brasil voltou a ser um dos países em estado de alerta para grandes surtos da doença

27 de abril de 2022

Os casos de sarampo relatados em todo o mundo aumentaram 79% nos primeiros dois meses de 2022, em comparação com o mesmo período de 2021. É preocupante. Apesar de ter vacinas disponíveis para imunizar a população brasileira contra o doença, o Brasil voltou a ser um dos países em estado de alerta para grandes surtos da doença.

Entre 2018 e 2021, foram registrados 39,3 mil casos de sarampo e 40 óbitos devido à enfermidade no país. Os dados são da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. A situação é considerada “alarmante”, e preocupa especialistas e gestores de saúde.

A vacinação é a única alternativa de prevenção, e crianças, jovens e adultos precisam se imunizar.

Por isso, preparamos essa publicação, para que você entenda melhor a doença e saiba como se proteger!

O que é o sarampo?

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, altamente contagiosa e afeta, principalmente, crianças. A transmissão ocorre por meio de secreções ao tossir, espirrar ou falar. Crianças desnutridas e menores de 1 ano de idade podem ter complicações mais graves. Mas vale reforçar: o sarampo é uma doença grave e pode se contraído por pessoas de qualquer idade, podendo causar a morte.

Apesar de em 2016 o Brasil ter recebido da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus, atualmente o País enfrenta novos casos da doença. Por isso, a única forma de se prevenir é se vacinando.

Sinais e sintomas

  • Febre acima de 38,5°C
  • Dor de cabeça
  • Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo
  • Tosse
  • Coriza
  • Conjuntivite
  • Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal de um a dois dias antes do aparecimento das manchas vermelhas

Campanha de Vacinação

O Ministério da Saúde lançou uma nova Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. Neste ano, a ação atende, prioritariamente, a dois públicos principais: crianças de 6 meses a 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias) e profissionais da saúde.

Prevenção

A vacina contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença e deve ser realizada conforme indica o Calendário Nacional de Vacinação. De acordo com consulta realizada com o Ministério da Saúde em agosto deste ano, após o término da Campanha Nacional, crianças maiores de cinco anos e adultos deverão ir ao posto de saúde para atualizar a caderneta de vacinação. Quem comprovar a vacinação contra o sarampo conforme preconizado para sua faixa etária, não precisará receber a vacina novamente. As doses serão indicadas conforme a tabela abaixo:

A vacinação é a única maneira de prevenir a doença. Portanto, os pais devem ficar atentos ao Calendário Nacional de Vacinação. As crianças devem receber duas doses da vacina: uma aos 12 meses (tríplice viral – sarampo, caxumba e rubéola) e outra aos 15 meses (tetra viral – sarampo, caxumba, rubéola e varicela).

A vacina do sarampo é contraindicada para:

  • Pessoas com suspeitas de sarampo
  • Gestantes devem ser vacinadas após o parto.
  • Mulheres que estejam planejando engravidar devem assegurar-se que estão protegidas. Um exame de sangue pode diagnosticar se já está imune à doença. Se não estiver, deverá se vacinada e programar a gravidez para um mês após a imunização.
  • Menores de 6 meses de idade
  • Imunocomprometidos

Campanha de Vacinação contra o Sarampo 2022

Como você viu, a imunização contra o Sarampo é tarefa para várias idades. No entanto, alguns públicos são prioritários. Por isso, o Ministério da Saúde está realizando a Campanha Nacional contra o Sarampo de 2022. Neste ano, a mobilização ocorre de forma simultânea com a Campanha de Vacinação contra a Influenza.

A campanha é voltada para crianças de seis meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), totalizando um público de 12,9 milhões de crianças nessa faixa etária, além de trabalhadores da saúde que serão convocados para atualizar a situação vacinal.

A meta é vacinar, no mínimo, 95% (12,3 milhões) dessas crianças de forma indiscriminada, independentemente da situação vacinal. Para os trabalhadores da saúde, não há meta de cobertura vacinal. O intuito é atualizar as doses que ainda estejam atrasadas, além de proteger esse público contra a doença, considerando o risco diante da maior exposição nos serviços de saúde.

Nesta estratégia, as vacinas tríplice viral e influenza são ofertadas para administração na mesma visita ao serviço de saúde. A vacinação simultânea é uma atividade recomendada pelo Programa Nacional de Imunizações para redução de oportunidades perdidas de vacinação.

Calendário da 8ª Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores da Saúde contra o Sarampo

  • De 4 de abril a 2 de maio: vacinação dos trabalhadores da saúde – juntamente com a primeira etapa da vacinação contra influenza
  • De 3 de maio a 3 de junho: campanha de seguimento contra o Sarampo para crianças de 06 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias) – juntamente com a segunda etapa da vacinação contra influenza