Ouvidoria

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

Problemas na pele são comuns em quem passou pela Covid-19: entenda os principais sintomas e como se proteger

A dermatologista Evódie Fernandes fala com o Blog Unimed sobre o tema

24 de maio de 2021

Na série “Passei pelo Covid, e agora?”, já falamos de exercícios respiratórios para quem está se recuperando, da importância da prevenção para não se reinfectar, dos cuidados com os cabelos, e muitos outros assuntos que podem ser conferidos no site especial www.unimedvtrp.com.br/passeipelocovid. Nesta publicação, vamos abordar outra dúvida muito comum de quem está se recuperando: os problemas de pele.

Conforme estudo do King’s College London, até o momento foram associados mais de 50 efeitos com que teve Covid-19. E em vários casos, a lesão na pele pode servir tanto como um sinal de alerta antecipado para pessoas que contraíram coronavírus, quanto acabar sendo o único sinal clínico ao longo da infecção inteira. O estudo que traz estas pistas foi realizado após análise das informações de mais de 350 mil pessoas.

Em números, 17% das pessoas que testaram positivo apontaram que erupções na pele foram as primeiras de várias manifestações, e 21% das pessoas disseram que esses sinais dermatológicos foram os únicos sinais clínicos da covid-19.

Para que possamos entender melhor o tema, convidamos a dermatologista Evódie Fernandes para falar sobre o tema.

A Dra. Evódie é médica cooperada da Unimed VTRP e mestre em Dermatologia Pediátrica e responde aos principais questionamentos sobre o assunto.

Dra. Evódie Fernandes

Blog Unimed – As manifestações cutâneas tem sido relatadas por muitas pessas que tiveram Covid-19. Até o momento, quais são os mais frequentes?

Dra. Evódie – Baseado no maior estudo publicado sobre os efeitos da Covid na pele, realizado na Espanha, as manifestações foram divididas em 5 grandes padrões:

  • Eritema acral com vesículas ou pústulas (vermelhidão nas extremidades com bolhas pequenas);
  • Erupções vesiculosas (semelhante a varicela, lesões vermelhas com bolhas);
  • Erupções maculo-papulares (bolinhas e manchas);
  • Urticária (tipo vergões, com muita coceira);
  • Livedo ou necrose (alterações na coloração e circulação de sangue).

Blog Unimed – Quantos dias ou semanas quem teve Covid pode sofrer com este problema?

Dra. Evódie – Dependendo do grau de acometimento da pele e do tipo de lesões o problema pode se resolver rapidamente, em questão de dias como na urticária, ou perdurar por até mesmo várias semanas como nas necroses de extremidades.

Blog Unimed – Manisfestações cutâneas em quem teve Covid-19 são mais comuns em homens ou mulheres?

Dra. Evódie – Até o momento ainda não temos esses dados bem estabelecidos de manifestações diferenciadas entre homens ou mulheres. Mas é interessante expor que os estudos vêm mostrando uma diferença de lesões na pele pelo Covid variando de acordo com a idade do paciente, com a gravidade da doença e até mesmo sendo relacionadas com o prognóstico (evolução).

Blog Unimed – O que fazer para resolver ou minimizar o problema?

Dra. Evódie – Os problemas da pele deverão ser avaliados, preferencialmente por um dermatologista, para confirmar que a causa seja o vírus SARS-Cov2 e excluídas outras possibilidades como outras infecções e reações a medicamentos. As lesões de pele serão tratadas de acordo com a sua manifestação, sintomas e o grau de acometimento cutâneo, a fim de proporcionar conforto, alívio e melhora ao paciente.

Blog Unimed – A senhora percebeu um aumento no número de pacientes buscando atendimento por este problema nos últimos meses?

Dra. Evódie – Sim, existe uma relação crescente entre Covid-19, lesões de pele e busca por um atendimento especializado.

Blog Unimed – Manifestações cutâneas pós-Covid podem ter motivações emocionais?

Dra. Evódie – Muitas doenças da pele são influenciadas e até mesmo causadas por motivações emocionais. Uma das manifestações cutâneas mais frequentes pós-covid é a queda de cabelo e pode ser sim agravada ou até mesmo desencadeada pelo emocional.

Blog Unimed – Tive Covid e estou tendo este problema. Devo procurar um médico?

Dra. Evódie – Toda alteração de pele ou cabelo que gere desconforto, preocupação ou que tenha uma evolução mais demorada sugere-se que seja avaliada por um médico para ajudar na resolução do problema.

Blog Unimed – Você pode nos dar algumas dicas de bons hábitos para manter a saúde da nossa pele?

Dra. Evódie – Seguem então algumas dicas básicas para a saúde da pele:

  • Mantenha a pele hidratada;
  • Evite agressores como sol, vento, frio e poluição;
  • Use sempre produtos de boa qualidade e adequados ao seu tipo de pele;
  • Não se automedique, busque auxílio de quem entende do problema;
  • Preserve a sua saúde geral com uma boa dieta, hidratação e exercícios físicos, e isso se refletirá na sua pele!

Este é o sexto conteúdo da série “Passei pelo Covid, e agora?”. As publicações acontecem sempre nas terças-feiras. Para conferir todos os conteúdos, siga a Unimed VTRP nas redes sociais, no InstagramFacebookYoutube e LinkedIn.

Categoria: Coronavírus