Coronavírus: sintomas suspeitos? Fique em casa e ligue para 0800 940 78 00. Clique aqui e saiba mais.

×

Saiba quais são as frutas da primavera Alimentação Saudável

Como armazenar o leite materno? Alimente seu... Filhos e Gestação

Atividade física: leve, moderada ou intensa? Atividade Física

Para romper preconceitos, moda exalta pessoas com deficiência

29 de junho de 2015

Mais de 45,6 milhões de brasileiros possuem alguma deficiência, segundo dados do Censo Demográfico 2010. A fotógrafa brasileira Kica de Castro foi uma das primeiras profissionais a trabalhar com modelos que possuem alguma deficiência. Kica trocou o mercado publicitário para assumir o setor de fotografia em um Centro de Reabilitação para deficientes. Incomodada com o constrangimento dos pacientes diante da câmera, foi até a Avenida 25 de Março e comprou acessórios e itens de beleza. Uniu vontade e criatividade e simulou um estúdio de moda dentro do seu departamento. Essa iniciativa deu espaço para um projeto de fototerapia, focado no resgate da autoestima dos pacientes.   Blog Unimed Moda Inclusiva Kica de Castro   Outra inspiração está nas mãos de Luana Cavalcante. Ela é estudante de moda e criou uma marca de moda inclusiva a fim de facilitar o cotidiano das pessoas com deficiência. A Sweet Angels nasceu enquanto a Luana cursava sua graduação. Seu projeto foi todo estruturado conforme as disciplinas que a Luana cursava. Calça que se transforma em saia e calça jeans com elástico e velcro são algumas das peças criadas pela estudante, tudo exclusivamente voltado para pessoas com deficiência física.     Inclusão na passarela A New York Fashion Week – um dos maiores eventos de moda realizado na cidade de Nova Iorque – realizou, em fevereiro deste ano, o primeiro desfile inclusivo da história do evento. Um grupo de modelos com diferentes deficiências desfilou no Show Made in Italy e foi sucesso. Veja alguns modelos: Blog Unimed VTRP New York Fashion Week Desfile Inclusivo A moda inclusiva consiste em trazer inovações relacionadas a modelagens e costuras, sempre focando na ergonomia, conforto das peças e facilidade do vestir. Acima de tudo, essas iniciativas buscam dar destaque para as pessoas com deficiência e romper preconceitos.  

Categoria: Atividade Física