Ouvidoria

Sou um desastre na cozinha… Por onde eu... Alimentação Saudável, Coronavírus

Alimentos que fortalecem a imunidade: você vai... Alimentação Saudável, Coronavírus, Outubro Rosa

Seu filho não quer comer? Como lidar? Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação

Panmela Castro: grafite e ativismo social

04 de maio de 2013

Uma brasileira virou exemplo de mulher corajosa e disposta a mudar o mundo. Panmela Castro e a presidente Dilma são as únicas brasileiras eleitas pela revista americana Newsweek nessa categoria.

Panmela Castro é grafiteira, da Penha, no Rio de Janeiro. “Eu sou suburbana, carioca, frequento o Piscinão de Ramos, adoro grafitar lá. Fui criada no meio do funk, da praia, dessas coisas todas”.

O trabalho desta vez é em Washington, nos Estados Unidos. Panmela gosta de usar cores fortes para pintar rostos de mulheres e denunciar questões importantes, como a discriminação e a violência contra a mulher.

Ela começou a grafitar nos muros do subúrbio carioca. Seu trabalho fala de sexualidade, igualdade e de como combater a violência doméstica. No Rio de Janeiro, ela trabalha com um projeto social que usa o grafite para valorizar o papel da mulher. Uma organização não governamental americana feminista a descobriu e a convidou para pintar muros em vários países.

Boladona-11-The-Bronx

A revista americana Newsweek criou uma lista de 150 mulheres com coragem e vontade para mudar o mundo. Entre elas, duas brasileiras, a presidente Dilma Roussef e Panmela.

Com mensagens que surgem das latinhas de spray, Panmela se prepara para seguir grafitando pelo mundo. Ela passou uma semana em Nova York e grafitou muros com rostos de mulheres e pinturas de libélulas que simbolizam liberdade.

Você pode acompanhar o trabalho da Panmela pelo flickr.com/anarkiaboladona.

 

Categoria: Atividade Física