Veja a programação da Casa Unimed na 35ª...

X Simpósio de Medicina da Unimed VTRP liga Vale...

Unimed VTRP estimula a mudança de hábitos com...

Entrega de uniformes marca patrocínio da Unimed VTRP ao Blindados do Vale

Apoio da cooperativa médica garante manutenção da equipe de basquete cadeirante

20 de maio de 2016

Parte da equipe de basquete com representantes da Unimed VTRP

 

A Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP) oficializou, quarta-feira (18/05), o contrato de patrocínio à equipe de basquete cadeirante Blindados do Vale. O evento foi realizado na sede da cooperativa médica, em Lajeado, com a entrega do novo uniforme para os atletas. “Esse apoio financeiro cobrirá nossas despesas até o final do ano: folha de pagamento (treinador e assessor técnico); aquisição de materiais, como bolas oficiais novas; além da manutenção das cadeiras, pois todos os treinos provocam algum dano”, explicou a coordenadora do grupo, Reni Lawall.

No ano passado, apesar das dificuldades financeiras, o Blindados do Vale manteve o nível de rendimento e foi considerada a segunda melhor equipe gaúcha de basquete cadeirante. Entre os 15 times do Estado, só ficou atrás de Caxias do Sul. “Sem verba, demitimos o treinador, que continuou conosco fazendo trabalho voluntário, e contamos com o apoio de conhecidos, que contribuíam com alguma quantia em dinheiro para os custos com deslocamentos. Só assim conseguimos participar de competições em outros municípios”, contou Reni.

O jogador José Carlos Lourenço lembrou que, em bate-papo nos vestiários, os colegas temiam o fim do grupo. “Estávamos à beira de encerrar as atividades. Mas agora, com certeza, todos poderão perceber uma crescente nos nossos resultados”, comentou ele, chamando atenção para a importância da motivação da equipe. “Foi difícil manter este projeto de pé. Isso só foi possível graças à união destes atletas, que é muito forte”, completou o treinador Cristofer Negri, mencionando uma excelente performance registrada no final de 2015, quando o Blindados do Vale foi o vencedor invicto da Copa Leme, em Novo Hamburgo, disputada por oito equipes.

Mais do que o alcance de resultados, o grupo visa a reinserção dos cadeirantes na sociedade. Segundo Reni, somente um dos participantes do grupo tem uma doença genética, os demais perderam membros ou parte dos movimentos do corpo após acidentes. “Quando uma situação dessas acontece, o primeiro pensamento que se tem é de que a vida acabou. E muitas dessas pessoas só conseguem voltar à ativa através do esporte. Assim se sentem motivadas para sair de casa, trabalhar, namorar e retomar suas atividades.”

Incentivo ao paradesporto

Presente ao evento, o presidente da Unimed VTRP, Aldo Pricladnitzki, destacou o poder de superação dos atletas. “São pessoas com resultados incomuns que, apesar de todas as dificuldades, conseguem ter este grande desempenho. Elas são exemplo da força que este país está precisando”, observou o dirigente.

Segundo a coordenadora de Marketing, Danielle Harth, iniciativas como esta estão alinhadas ao propósito da cooperativa, que é cuidar da saúde das pessoas e promover a qualidade de vida na região. “Ficamos muito sensibilizados com a situação do Blindados do Vale e redirecionamos a nossa maior parcela de patrocínio para este grupo”, comentou ela.

O diretor de Marketing, Carlos Antonio da Luz Rech, acrescentou que, em nível nacional, há 13 anos o Sistema Unimed já apoia atletas paralímpicos de ponta. Em 2008, este grupo conquistou 33 das 43 medalhas paraolímpicas de Londres. “Agora, conseguimos reproduzir essa parceria em nível local”, comparou o médico.

Este ano, os Jogos Paralímpicos serão realizados no Brasil, no Rio de Janeiro, de 7 a 18 de setembro.  

 

Sobre o grupo
O Blindados do Vale foi formado em 2002. Reúne 25 atletas de Lajeado, Estrela, Encantado, Roca Sales e Teutônia. Atualmente, 12 integrantes são frequentes nos treinos, que ocorrem três vezes por semana no Parque do Imigrante.

Como não há uma federação ativa, não há campeonato estadual. Os municípios com jogadores cadeirantes organizam e sediam copas. No final de maio, por exemplo, dez equipes disputarão a Copa Campo Bom de Basquete em Cadeira de Rodas. Em julho será em Caxias do Sul; em agosto, em Erechim; e, em setembro, em Lajeado.

Para o ano que vem, há perspectivas de melhora na situação financeira do time, pois poderão receber recursos por filantropia. “Hoje, Lajeado não tem um Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, por isso não existe a possibilidade de empresas e pessoas físicas nos repassarem doação do imposto de renda. Mas este conselho já está sendo montado”, sinaliza Reni.

Categoria: Unimed VTRP