Campanha Atitude na Veia aumenta em 23% doações...

Lives: entretenimento e qualidade de vida para a...

Unimed VTRP conquista nota máxima no IDSS pelo...

Doar sangue: um ato que ajuda a salvar vidas

Campanha interna realizada pela Unimed VTRP mobilizou mais de 100 colaboradores dispostos a ajudar em 2014

05 de setembro de 2014


Cooperativa estimula a doação de sangue entre os colaboradores

Para a Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP), o ser humano está sempre em primeiro lugar. Por isso, uma das ações de responsabilidade socioambiental desenvolvidas pela Cooperativa é o incentivo à doação de sangue. Todos os anos os colaboradores são convidados a participarem da campanha, que é promovida em parceria com os bancos de sangue de Lajeado (Hemovale) e Santa Cruz do Sul (Hemovida). Os interessados são liberados para fazer a doação durante o horário de trabalho. Ao longo do ano, a campanha é divida em três etapas, considerando o intervalo de tempo necessário entre uma doação e outra. Em 2014, 123 colaboradores se engajaram na campanha e dedicaram seu tempo para ajudar a quem precisa.

É o caso da colaboradora Priscila Pisoni, de 28 anos, que atua na área de Desenvolvimento Humano na sede da Cooperativa, em Lajeado. Movida pela vontade de ajudar, ela participou das três etapas da campanha no ano passado. “Quando eu era pequena, meu pai doava sangue. Lembro que algumas pessoas batiam na porta de nossa casa pedindo para ele ajudar. Pensei que quando crescesse, poderia ajudar também. O tempo passou e, por medo, não me sentia à vontade para fazer a doação. Hoje, vencendo esta barreira, me tornei uma doadora, incentivada pela campanha realizada para os colaboradores da Unimed. Fiz minha primeira doação em dezembro de 2013 e, com um imensa vontade de poder ajudar, me sinto motivada a doar meu tempo a este ato de amor e solidariedade”, destaca.

Para a enfermeira do Hemovale de Lajeado, Cleci Maria Paloschi, atitudes como a de Priscila podem fazer a diferença. “Ações como essa, realizada pela Unimed VTRP, são de suma importância para a comunidade e para o Banco de Sangue, pois estimulam o hábito de doar. Alguns se tornam doadores de repetição ou como chamamos, doadores fidelizados, sendo esse um dos grandes objetivos dos bancos de sangue, pois acabam tornando as transfusões mais seguras e nos ajudam a manter os estoques necessários para demanda da população. Como dependemos da contribuição das pessoas, estimular o hábito de doar é a melhor forma de mantermos nossos estoques em alta”, argumenta. A enfermeira explica que os primeiros meses do ano são os mais preocupantes por reunirem um grande número de feriados como Natal, Ano Novo e Carnaval. “Geralmente este período é de baixa nos estoques. As pessoas tiram férias e acabam esquecendo de realizar as doações de sangue. Por outro lado, continuamos a ter pacientes que necessitam de transfusões nesse período. Por isso, as doações devem ser ainda mais estimuladas nessa época do ano”, completa Cleci.

O sangue é um elemento insubstituível e indispensável no tratamento de acidentados e na realização de grandes cirurgias. Por isso, uma simples gota pode fazer a diferença na vida de quem precisa. Confira os números obtidos pela campanha da Unimed VTRP em 2014: 1ª etapa (março) – 41 doadores; 2ª etapa (julho) – 44 doadores; 3ª etapa (dezembro) – 38 doadores.

Deseja ser um doador? Veja alguns requisitos necessários para praticar este bem:
• ter boas condições físicas;
• ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que até 17 anos é necessário a presença de um responsável, pai ou mãe, no ato da doação. Para a idade máxima de 69 anos, a primeira doação tem que ser feita até aos 60 anos;
• ter peso superior a 50 quilos;
• última doação há mais de 90 dias (mulheres), mais de 60 dias (homens) e 180 dias (acima de 60 anos);
• não estar grávida e não ter tido parto ou aborto há menos de três meses;
• estar fora do período de amamentação;
• não ter tido gripe ou febre nos últimos 15 dias;
• não apresentar fator de risco ou histórico de doenças infecciosas transmissíveis por transfusão (hepatite após os 10 anos de idade, hepatite B ou C, doença de chagas, sífilis, AIDS, HTLV I/II);
• não ter diabetes ou epilepsia.

Categoria: Unimed VTRP