Ouvidoria   

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

Frio e dias cinzas interferem no nosso humor? Como lidar com este período? Conheça melhor a depressão sazonal

Esta doença é menos comum no Brasil do que em países mais frios, mas existem casos relatados, e é importante ficar atento

01 de julho de 2021

O Sul do Brasil é cenário para temperaturas altíssimas no verão e baixíssimas no inverno. No segundo caso, é normal que os dias cinzas e curtos acabem marcando a estação, com longas temporadas de chuva e frio. E esse clima dá uma vontade de ficar em casa, assistindo série e comendo muitas bobagens, não é mesmo?

De vez em quando pode até ser interessante ficar mais “entocado”. Porém, quando esse comportamento acaba trazendo consigo tristeza e desmotivação, com alterações do sono, do apetite e do humor, é importante ficar atento. Pode haver algo de errado conosco.

Uma tristeza profunda e sem motivo aparente, especialmente nos dias mais frios, pode ser sintoma de alerta do que é chamado pelos especialistas de “depressão sazonal” ou “depressão de inverno”.

Esta doença é menos comum no Brasil do que em países mais frios, mas existem casos relatados, e é importante ficar atento.

No caso de quem já apresenta quadros depressivos, os sintomas tendem a se agravar. Não existe faixa etária e nem sexo para o desencadeamento da doença, o que torna ainda mais importante o nosso hábito de manter as consultas em dia com nosso médico e equipe de confiança.

COMO DIFERENCIAR?

É claro, nem toda tristeza é depressão. O que diferencia a patologia de algo normal que temos no dia a dia é a intensidade e duração. Quando estamos deprimidos o sentimento de melancolia vem geralmente de forma desproporcional em vários períodos do dia e especialmente durante a noite.

Se você estiver se sentindo assim, busque ajuda. Não tome nenhum medicamento sem prescrição procure um profissional médico para entender se é este mesmo o diagnóstico. Quanto antes buscar ajuda, melhor, tanto para você quanto para quem vive com você.

SOL AJUDA?

De acordo com uma revisão de estudos de 2006, o uso de terapia de luz, conhecida também como fototerapia, foi capaz de reduzir sintomas de depressão sazonal e também da depressão comum. A diminuição dos sintomas em voluntários que participaram dos estudos analisados foi cerca de três vezes maior naqueles que receberam o tratamento de luz do que nos que receberam o placebo.

Por isso, lagartear ao sol, como se faz muito no nosso Estado, é muito importante! A vitamina D que recebemos pelos raios solares fortalece nossos ossos e também o nosso bem-estar, aumentando nossa disposição e melhorando o humor.

E COMO SE PREVENIR?

Uma rotina saudável ajuda a evitar muitos problemas de saúde, inclusive os transtornos mentais. Melhor do que isso: nos dá qualidade de vida e torna a nossa rotina mais prazerosa e produtiva.

Para facilitar esse processo, você pode seguir as orientações dos quatro pilares trabalhados pela Unimed VTRP no Movimento Mude1Hábito

  • Movimento: Pratique regularmente atividades físicas! Pode ser caminhada, corrida, bicicleta, o importante é se mexer. Se estiver sedentário há muito tempo, procure uma avaliação médica antes de começar.
  • Alimentos do Bem: Uma alimentação saudável e equilibrada no dia a dia é o melhor caminho para evitar muitas doenças e trazer muita qualidade de vida. Privilegie frutas e verduras, beba muita água e fuja das frituras, processados e lanches prontos. A saúde começa no prato!
  • Equilíbrio: Autoconhecimento e cuidado com a saúde emocional são fundamentais sempre. Use menos o celular, o computador e as telas em geral à noite, leia mais e converse com seus amigos e familiares com mais frequência. Estes são pequenos passos para buscar o equilíbrio.
  • Mobilize: Hábitos sustentáveis são necessários para todos nós. Separe corretamente o lixo, não desperdice água e respeite as diversidades que nos rodeiam. E, se puder, encontre uma causa para chamar de sua e se envolva na construção de um mundo melhor para todos nós.

BÔNUS!

Como enfrentar o inverno com saúde? Algumas doenças se agravam no clima seco e frio, como gripes, resfriados, dor de ouvido, asma, pneumonia, bronquite, rinite e sinusite.

Alguns bons hábitos são fundamentais para mandar minimizar estes problemas! Você pode:

  • Arejar sempre a casa, pois o sol e o ar evitam que vírus e bactérias se proliferem.
  • Manter as roupas de cama sempre limpas.
  • Retirar o pó da mobília e limpar o chão com pano úmido.
  • Beber muito líquido, principalmente águas e sucos. O chá é bom para aquecer, mas não esqueça da água!
  • Tomar vacinas para evitar doenças de inverno.
  • Evitar banhos com água muito quente.
  • Evitar exposição prolongada a ambientes com ar condicionado quente ou frio.

E, uma dica final. No frio, sentimos mais sono naturalmente. Para uma boa noite de descanso, durma em local que tenha alguma circulação de ar e evite as telas antes de deitar!

DICAS EXTRAS PARA ENFRENTAR O FRIO COM MAIS SAÚDE!

– Proteja seus lábios do frio

Ressecamento pode ser a porta de entrada de bactérias.

– Estica, puxa, aquece…

Alongamento é fundamental, principalmente no frio. Faça alongamentos de manhã, antes do trabalho e sempre que se exercitar.

– Atividade física aquece o corpo!

Além disso, exercícios ajudam a evitar muitas doenças e reforçam a nossa imunidade

– Pés exigem cuidados no inverno

Sapatos fechados podem facilitar problemas nas unhas e também o aparecimento de calos

– Mais água e menos outras bebidas