Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

Saúde que vem do sol: conheça os benefícios da vitamina D

19 de junho de 2015

E se quiser saber pra onde eu vou. Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou…” Assim como a banda Jota Quest, no refrão da música Sol, os médicos também sugerem a busca pelo astro-rei. Você sabia que expondo-se de forma moderada aos raios UVB, é possível garantir a produção de dois hormônios com importantes funções para o organismo? São eles: a vitamina D – responsável pela manutenção da estrutura óssea -, e a melatonina, que indica ao corpo quando é dia ou noite, regulando o descanso e a qualidade do sono. Apesar da principal fonte de fabricação da vitamina D ser a exposição da pele ao sol, ela não é a única. A substância também pode ser ingerida através de alguns alimentos, como leite, ovos e peixes, ou mesmo com complexos vitamínicos. Para o dermatologista Vinícius Torres, de Santa Cruz do Sul, este nutriente previne o raquitismo em crianças e osteomalácia (amolecimentos dos ossos) em adultos e idosos. Sem ele, apenas 15% do cálcio e 60% do fósforo (minerais essenciais para a formação do esqueleto), consumidos por meio dos alimentos, são absorvidos pelo organismo. Blog Unimed_Sol vitamina d Embora seja benéfica a exposição aos raios solares, são fundamentais alguns cuidados, tanto no verão como em outros períodos do ano. É preciso respeitar o tempo máximo de exposição e o horário escolhido (antes das 10h e depois das 15h). “O antebraço ao sol, durante 15 minutos por dia, produz vitamina suficiente”, revela o médico. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, com as crianças as medidas de fotoproteção devem ser intensificadas. No caso de bebês com menos de seis meses de idade, a exposição solar deve ser evitada. Já em idosos, principalmente naqueles que possuem problemas osteoarticulares, como a osteoporose, a exposição precisa ser controlada e orientada por um especialista, para que não haja uma superexposição ou mesmo queimaduras na pele. Blog Unimed_Vitamina D   Atenção especial para pintas e sinais Se durante o verão a exposição ao sol não foi adequada, a estação pode ter deixado na pele mais do que o bronzeado. “É recomendado uma visita a um dermatologista”, avisa Torres, acrescentando que pessoas com pele, cabelos e olhos claros, que apresentam muitas pintas (sinais marrons), devem ter um cuidado ainda maior, tanto antes quanto depois do contato com o sol. O médico ainda faz menção às pessoas que possuem um histórico de câncer de pele na família. É preciso observar atentamente o surgimento ou modificação de pintas na pele. “Caso encontrem, procurem um profissional que fará a dermatoscopia, um exame especializado que analisa a pele e permite um diagnóstico preciso”, finaliza o profissional.   Uma dose diária Blog Unimed_Alimentos vitamina d Várias frentes são necessárias para se conseguir bons índices de vitamina D. Veja quais são elas: DO CÉU – É preciso expor-se, por pelo menos, 15 minutos todos os dias, nos horários indicados (antes das 10h e depois das 15h). Vale um passeio no parque com o cachorro ou mesmo uma caminhada com os amigos. DA ALIMENTAÇÃO – Alguns alimentos devem ser consumidos diariamente, como os vegetais e fontes de proteína de origem animal (leite e derivados, ovos e peixes como salmão e atum). Estes itens não podem faltar na sua dieta. SUPLEMENTOS – Estes devem ser consumidos exclusivamente com indicação médica e acompanhamento. Embora bem-vindos, uma ingestão elevada podem causar intoxicação e levar à formação de cálculos renais.  

Categoria: #CuidarDeVocê