Ouvidoria

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

Qual a diferença entre urgência e emergência?

Situações de urgência e emergência necessitam de uma ação médica imediata; mas, nem sempre o que achamo ser uma urgência se enquadra nas classificações dos hospitais

18 de agosto de 2021

Mesmo com todos os cuidados e precauções, é possível que ocorra algum episódio clínico com você ou com alguém da sua família que necessite de cuidados de urgência e emergência. E diante de situações como essa, é importante que você saiba como agir corretamente.

A diferença entre urgência e emergência

Emergência é tudo aquilo que implica em um risco iminente de morte, que deve ser diagnosticado e tratado nos primeiros momentos após sua constatação.

Quando a pessoa necessita de assistência médica imediata, pois há risco potencial de morte, ela deve ser encaminhada ao plantão hospitalar. Confira a seguir algumas situações que inspiram um atendimento de emergência:

  1. Corte profundo
  2. Acidente de origem elétrica
  3. Picada ou mordida de animais peçonhentos
  4. Queimaduras
  5. Afogamentos
  6. Hemorragia (forte sangramento)
  7. Infarto do miocárdio (dor forte no peito)
  8. Dificuldade respiratória
  9. Dificuldade respiratória
  10. Derrames, perda de função e/ou dormência nos braços e pernas
  11. Inconsciência/desmaio
  12. Intoxicação por alimento ou medicamento
  13. Sangue no vômito, urina, fezes ou tosse
  14. Grave reação alérgica
  15. Febre alta permanente
  16. Convulsões, dores intensas no peito, abdômen, cabeça e outros
  17. Agressões físicas
  18. Acidentes de carro, moto, atropelamento e quedas

Já a urgência, pode ser entendida como uma situação clínica ou cirúrgica, sem risco de morte iminente, mas que, se não for tratada, pode evoluir para complicações mais graves, sendo necessário, assim como a emergência, o encaminhamento para o plantão hospitalar.

As situações que podem necessitar de um atendimento de urgência incluem:

  1. Fraturas
  2. Luxações
  3. Torções
  4. Asma brônquica em crise
  5. Feridas lácero-contusas (causadas pela compressão ou tração dos tecidos) sem grandes hemorragias
  6. Transtornos psiquiátricos
  7. Dor abdominal de moderada intensidade
  8. Retenção urinária em pacientes idosos
  9. Febre maior que 38 graus há pelo menos 48h que melhora com antitérmicos mas retorna antes de completarem-se 4h da tomada do antitérmico
  10. Mais de um episódio de vômito em até 12h

Resumindo:

Diferença entre urgência e emergência

E quando o pronto-socorro não é a melhor opção?

Atualmente, em caso de sintomas mais leves, como dor de cabeça, dor de garganta e febre, que podem ser gripe, dengue ou Covid-19, por exemplo, o ideal é ficar em casa, e buscar uma solução digital como o PA Virtual 24h Unimed no www.unimedvtrp.com.br/pavirtual.

No caso do PA Virtual 24h Unimed com a Robô Laura, você faz uma triagem rápida e recebe uma orientação na hora. Quando necessário, você é encaminhado para uma teleconsulta, onde conversa com um profissional pelo celular ou computador, sem precisar sair de casa.