Saiba quais são as frutas da primavera Alimentação Saudável

Como armazenar o leite materno? Alimente seu... Filhos e Gestação

Atividade física: leve, moderada ou intensa? Atividade Física

Proteja sua pele e hidrate o seu corpo (muito!) no verão

Saiba como deixar o corpo e a pele protegidas! Veja nossas 5 principais dicas

06 de janeiro de 2020

Sol intenso. Banhos de mar e piscina. Mudança brusca de temperatura entre os ambientes. Uma série de fatores pode prejudicar a pele e o funcionamento do nosso corpo durante a estação mais quente do ano.

Alguns cuidados básicos, no entanto, nos ajudam a manter a saúde durante o calorão.

Saiba como deixar o corpo e a pele protegidas! Veja nossas 5 principais dicas:

1) Capriche na hidratação

Para repor a água perdida ao longo dos dias de calor intenso, é preciso utilizar produtos para hidratar a pele após o banho. Com o corpo ainda úmido, passe hidrante e faça movimentos circulares do pescoço aos pés.

2) Observe seu tipo de pele e opte por produtos adequados

– Pele seca: hidratantes em creme
– Pele oleosa ou mista: gel ou loção
– Pele normal: qualquer tipo de consistência

3) Não se esqueça das regiões ásperas

Lembre-se de hidratar os cotovelos, joelhos, calcanhares e pés. Os cremes com ureia, lactato de amônia, vitamina E e silicone são os mais indicados.

4) Beba muita água

É preciso ingerir de dois a três litros por dia. Dessa forma, a pele mantém-se hidratada, reduzindo a probabilidade de ficar ressecada.

5) Você utiliza cera para se depilar?

Fique longe do sol nas 24 horas posteriores à depilação com cera quente ou fria. O produto pode manchar a pele. Nesse período, para prevenir irritação na pele, evite tomar banho de mar e usar perfumes.

BÔNUS: 5 informações que você precisa observar no rótulo do filtro solar

Filtro solar é indispensável, inclusive nos dias em que o tempo está nublado. Para não errar na escolha do produto, entenda as informações contidas no rótulo.

1) Procure a expressão “amplo espectro”. Isso significa que o filtro solar pode proteger sua pele dos dois tipos de raios UV prejudiciais – os raios UVA e UVB.

2) Observe o FPS. Para proteção eficaz da pele, a Academia Americana de Dermatologia recomenda filtro solar com índice de FPS 30 ou superior.

3) Procure as palavras “resistente à água”. Isso significa que o filtro solar ficará por mais tempo na pele, mesmo que ela esteja molhada. Nem todos os filtros solares são resistentes à água.

4) Reaplique o filtro solar. Observe a informação referente ao tempo recomendado para reaplicar o filtro, inclusive ao período para reaplicação depois que a pele ficou molhada.

5) Observe se o filtro solar tem repelente de insetos. Há filtros que possuem também repelente de insetos, porém, dermatologistas recomendam comprar os produtos separadamente, isso porque o repelente deve ser reaplicado com menos frequência que o filtro solar.

E no fim das contas, devo ou não devo ir para o sol?

Embora diariamente sejamos orientados a não se esquecer de aplicar protetor solar antes de sair à rua, devido à incidência de raios ultravioleta, o sol é um grande aliado na produção de vitamina D, necessária principalmente para a manutenção do tecido ósseo. Mesmo sendo possível obter vitamina D por meio da alimentação, a exposição solar garante a maior parte da síntese da vitamina.

Para produzir vitamina D sem deixar a pele exposta a perigos, o segredo é ter cautela com o horário escolhido. Afinal, para que a vitamina D seja produzida, é preciso estar no sol sem protetor solar, pois a composição do protetor inibe a retenção
de vitamina D.

Recomenda-se de 10 a 15 minutos diários de sol nos braços e pernas antes das 10 horas ou após às 16 horas.

Fontes: Anvisa / Site About Style (EUA) / National Osteoporosis Foundation / National Institutes of Health