Ouvidoria   

PCR, teste rápido, autoteste… Entenda as... Coronavírus

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentos do Bem, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Equilíbrio | Saúde Emocional

Perguntas e respostas sobre a vacinação da Covid-19 em crianças

Conforme o Governo, são cerca de 20 milhões de crianças nesta faixa etária em todo o País

17 de janeiro de 2022

Até o início de dezembro de 2021, o Brasil confirmou em torno 22 milhões de casos, 2,2 milhões hospitalizações e 617 mil óbitos por Covid-19. Aproximadamente 34 mil crianças e adolescentes menores de 19 anos de idade foram hospitalizadas pela doença e mais de 2.500 mortes foram atribuídas à covid-19 neste grupo etário.

Conforme a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), esse número preocupa os especialistas, já que crianças maiores de 5 anos e adolescentes representaram aproximadamente 50% destas mortes. Além disso, a taxa de letalidade foi de 7% entre as crianças e adolescentes hospitalizados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Covid-19 no Brasil.

Em 5 de janeiro, o Ministério da Saúde do Brasil anunciou a vacinação em crianças de 5 a 11 anos no País. Conforme o Governo, são cerca de 20 milhões de crianças nesta faixa etária em todo o País.

É normal surgirem dúvidas e questionamentos em relação ao tema. Para você entender melhor a campanha de vacinação infantil contra a Covid-19 no Brasil, preparamos estas perguntas e respostas, baseadas em documentos científicos:

Qual a idade recomendada para a vacinação de crianças? 

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação de crianças de 5 a 11 anos, de forma não obrigatória, com o imunizante Comirnaty (Pfizer), no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 (PNO). 

Qual vacina está autorizada para as crianças? 

Neste momento, apenas as vacinas da Pfizer e CoronaVac. 

Devo consultar com o meu pediatra antes de vacinar o meu filho? 

O Ministério da Saúde recomenda que os pais ou responsáveis consultem um médico antes da vacinação, para verificar se não há contraindicação. 

Sou pai/mãe de uma criança. Como proceder para autorizar a vacinação contra a Covid-19?

Os pais ou responsáveis devem estar presentes manifestando sua concordância com a vacinação. Em caso de ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento por escrito, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente. 

Quem tem prioridade na vacinação de crianças e adolescentes? 

– Crianças com 5 a 11 anos com deficiência permanente ou com comorbidades.  

– Crianças que vivam em lar com pessoas com alto risco para evolução grave de Covid-19 

– Crianças indígenas e quilombolas 

Qual a ordem de vacinação, por idade, em crianças e adolescentes que tem alguma comorbidade? 

– crianças de 10 e 11 anos; 

– crianças de 8 e 9 anos; 

– crianças de 6 e 7 anos; 

– crianças com 5 anos. 

Qual o intervalo recomendado entre cada dose da vacina para as crianças?

Pfizer: Intervalo de 8 semanas entre a primeira e a segunda dose.

Coronavac: Intervalo de 4 semanas entre a primeira e a segunda dose.

Quais os possíveis efeitos colaterais da vacinação em crianças? 

Conforme a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), com relação à vacinação das crianças de 5 a 11 anos de idade, os especialistas salientam que até 9 de dezembro de 2021, as mais de 7 milhões de doses da vacina pediátrica da Pfizer que foram administradas nesta faixa etária nos EUA (sendo cerca de 5 milhões como primeira dose e 2 milhões como segunda dose), demonstraram perfil de reatogenicidade adequado “sendo a quase totalidade dos eventos adversos classificados como não sérios (97%), caracterizados basicamente por febre, dor de cabeça, vômitos, fadiga e inapetência”. 

A maioria destes efeitos foi relatada no dia seguinte à vacinação, ligeiramente mais frequente após a segunda dose e transitória na sua natureza.  Apenas oito casos de miocardite entre as mais de sete milhões de doses administradas foram relatados, e todos eles classificados como de evolução clínica favorável, conforme a SBP. 

Qual a população de 5 a 11 anos em cada estado brasileiro? 

Conforme o Ministério da Saúde, esta é a população brasileira de 5 a 11 anos em cada estado: 

Fonte: IBGE 

Qual o entendimento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) sobre a vacinação de crianças contra a Covid-19? 

“A menor gravidade da covid-19 em crianças quando comparada com adultos fez com que, infelizmente, houvesse uma subestimação da sua real carga neste grupo etário. Os estudos com a vacina de RNAm da Pfizer demonstraram que a doença e suas complicações são passíveis de prevenção, inclusive em adolescentes e crianças”, afirma a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), em nota.

“Aumentar o universo de vacinados oferece além da proteção direta da vacina, possibilidade de redução das taxas de transmissão do vírus e das oportunidades de surgimento de variantes”, complementa o documento da entidade. 

Estes fragmentos estão em documento científico a respeito da importância das vacinas Covid-19 em crianças para a saúde pública brasileira.  

Devo vacinar meu filho antes de ele retornar às aulas? 

Conforma a Sociedade Brasileira de Pediatria, “além de prevenir a ocorrência de casos, hospitalizações e mortes, há uma perspectiva da vacinação [em adolescentes de 12 a 17 anos] reduzir a chance da ocorrência de sequelas da doença em todas as suas formas, incluindo os casos de síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P), da covid-19 longa”.  

A instituição afirma que a vacinação também é “mecanismo de segurança para o retorno das crianças e adolescentes no ambiente escolar”. 

Fontes consultadas: Ministério da Saúde do Brasil, Sociedade Brasileira de Pediatria, Secretaria Estadual de Saúde do RS 


Categoria: Coronavírus