Unimed VTRP comemora resultados do InnovatiOn e...

Conheça o Unimed Fone, o serviço de... Unimed VTRP

Em obras, Santa Casa de Misericórdia de Porto... Unimed VTRP

Clientes da Região estão livres de paralisação nacional de planos de Saúde

Médicos cooperados da Unimed VTRP garantem atendimento hoje

14 de maio de 2013

Sistema cooperativo da Unimed VTRP é diferencial da operadora
 

   

Dando sequência a uma série de protestos e paralisações iniciada em 2011, médicos no restante do Brasil participam nesta quinta-feira do “Dia Nacional de Alerta aos Planos de Saúde”. Na área de abrangência da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP), a mobilização nem chegou a ser cogitada pelos médicos cooperados, o que garante tranquilidade aos clientes da Região. “O impacto é fora de nossa área, no Centro do País. Não há adesão de profissionais da nossa Cooperativa a este movimento”, destaca a coordenadora do Relacionamento com Clientes da Unimed VTRP, Fabíola Weinberger.

A razão para a permanência normais das atividades nesta quinta-feira (25/04) está em dos principais diferenciais da Unimed VTRP, que assegura a relação sempre qualificada com seus os clientes: o próprio médico é dono da Cooperativa. “Ou seja, não faz sentido paralisar atividades sendo que os médicos cooperados daqui da Região formam a nossa operadora de Saúde”, salienta a coordenadora da área de Relacionamento com Cooperado, Márcia Sehn.

 

RESTANTE Os médicos em outras partes do Brasil decidiram fazer a paralisação de advertência pela implantação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Honorários Médicos (CBHPM). O tema da mobilização é “Com saúde não se brinca”. A iniciativa é coordenada pela Comissão Nacional de Saúde Suplementar, formada por representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e suas regionais.

Os médicos reivindicam o pagamento dos honorários pela CBHPM plena de 2010. Pelo valor da tabela a consulta médica custa R$ 60 e deverá chegar ao valor de R$ 80 no final do ano.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou que, independente da paralisação dos médicos, as operadoras devem garantir as coberturas aos seus usuários.

Categoria: Unimed VTRP