Amamentar Talk: Participe do evento online e... Coronavírus, Filhos e Gestação

PCR ou teste rápido: qual a melhor alternativa... #CuidarDeVocê, Coronavírus

Afinal, por que temos alergias? Alimentação Saudável, Coronavírus

Meu Bebê: Entenda como funciona a Escala de Apgar

Entenda o que significa a nota que os pediatras estabelecem aos recém-nascidos a partir do primeiro minuto de vida deles

11 de agosto de 2019

O nascimento de um bebê é uma ocasião esperada com bastante ansiedade pelos pais, pois, além de ser o primeiro contato com o filho, é também um momento decisivo para a saúde dele. Para avaliar a vitalidade do recém-nascido nos primeiros minutos de vida e analisar a forma como ele está respondendo ao ambiente fora do útero, os pediatras utilizam a escala de Apgar, estabelecendo aos bebês notas de zero a dez. 

As notas são baseadas na cor, na respiração, na frequência cardíaca, no tônus muscular e na resposta do recém-nascido a estímulos por sonda, aspectos que são analisados no primeiro e no quinto minuto de vida e, às vezes, também no 10º minuto após o nascimento.

Cada um desses cinco aspectos recebe notas que vão de 0 a 2 e que, ao serem somadas, podem totalizar um valor que vai de 0 a 10 – sendo que resultados maiores do que 8 são considerados adequados. Notas baixas podem ter várias causas, que incluem, a prematuridade, a baixa oxigenação devida a uma circular de cordão no pescoço do recém nascido, sofrimento fetal e outras. 

A tabela a seguir revela como são avaliados os sinais levados em consideração no sistema de Apgar. Confira: 

No primeiro minuto, o bebê ainda pode estar se adaptando ao novo ambiente, por isso o quinto minuto de vida é o mais importante nesta avaliação.

É normal também que nos primeiros momentos de vida os pés e as mãos do recém – nascido estejam arroxeados, o que pode alterar o resultado do Apgar, mas sem necessariamente significar dano importante à criança.

Por isso, é importante ressaltar, que o índice de Apgar não é absoluto. Ele indica alterações do bem estar da criança, que devem ser acompanhadas e analisadas pelos médicos, mas que não são obrigatoriamente representativas de danos permanentes. 

Categoria: Filhos e Gestação