Ouvidoria

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

Mesmo com a vacinação, cuidados devem ser mantidos

Uso de máscara, higiene constante das mãos e do ambiente, e distanciamento social ajudam a reduzir o risco de contaminação pelo coronavírus

22 de janeiro de 2021

Um ano após ter começado a se alastrar pelo mundo e, mesmo com o início da vacinação no Brasil, a pandemia da COVID-19 ainda não está controlada. Apesar disso – por razões econômicas, de saúde mental, ou outras – muitas atividades presenciais voltaram a acontecer.

Os planos de retomada das aulas, do trabalho presencial, das academias, do comércio etc., contam com protocolos específicos para cada setor. É fundamental que sejam seguidos à risca para que o retorno seja feito de forma consciente e mais segura possível.

Além disso, se cada pessoa agir de maneira responsável nas atividades externas que precisar realizar, conseguiremos reduzir os riscos de contaminação. Vamos retomar os cuidados?

Mesmo sem sintomas de COVID-19, é preciso se atentar para as principais orientações de segurança em ambientes compartilhados. Vamos lembrar 7 dicas:

  1. Deixar os ambientes o mais arejado possível: janelas abertas permitem a melhor circulação de ar. Se for inevitável o uso de ar-condicionado em ambientes corporativos, é importante manter um sistema de renovação de ar (que puxa o ar da rua) e realizar a limpeza frequente do filtro
  2. Sempre que possível, evite compartilhar elevadores ou mantenha uma distância mínima de um metro em relação a outras pessoas. Que tal subir de escadas e já aderir a um novo hábito pela saúde?
  3. Higienize as mãos antes e depois de apertar os botões do elevador. O mesmo vale para locais onde há registro de frequência eletrônico
  4. Em qualquer ambiente, mantenha distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas e fique sempre de máscara.
  5. Se forem feitas refeições em ambientes comuns, aumente a distância para pelo menos 2 metros
  6. Atenção especial à higiene constante de equipamentos e superfícies compartilhadas: mesas, maçanetas, interruptores, bancadas, telefones, teclado do computador, puxadores, sanitários, torneiras e outros
  7. A responsabilidade pela higiene da estação de trabalho e de equipamentos compartilhados precisa ser de todas as pessoas. Não espere só pela equipe de limpeza. Dica? Mantenha um borrifador com solução higienizante na sua mesa, ao lado do seu frasco de álcool gel

Como higienizar os objetos e as superfícies?

Para limpar as superfícies, pode ser usado o álcool etílico nas formas líquida e em gel na concentração de 70%.

Detergentes e desinfetantes comuns também podem ser utilizados. Porém, é importante que sejam produtos regulares certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Além disso, o Conselho Federal de Química (CFQ) ensina uma receita simples, barata e eficaz de desinfetante caseiro, que pode ser usado com tranquilidade para a eliminação de germes e vírus das superfícies da casa:

Solução caseira contra o coronavírus

Atenção: não adianta usar água sanitária pura, pois é preciso adicionar água para a formação do ácido hipocloroso (HClO), substância que vai agir contra o vírus. 

Atenção 2: não é recomendado para uso em eletrônicos.

Fonte: Conselho Federal de Química

Como higienizar meus equipamentos eletrônicos?

O álcool etílico – líquido ou gel – ou os desinfetantes não são recomendados para a limpeza de eletrônicos, como o telefone celular ou computador, pois podem oxidar as peças.

Para higienizar celular e computador, o mais indicado é passar um pano, lenço ou papel embebido em álcool isopropílico, que pode ser comprado em lojas de eletrônicos e materiais de escritório.

Como se portar em ambientes comerciais em tempos de coronavírus?

Bancos, lojas, shoppings, supermercados, clínicas, academias e restaurantes: estabelecimentos comerciais também precisaram se adaptar para funcionarem com a maior segurança possível em tempos de pandemia.

Eles estão submetidos a regulações e inspeções de autoridades sanitárias locais, mas os consumidores também podem (e devem) fazer a sua parte para evitar a propagação do coronavírus. Confira como você pode fazer a sua parte:

  1. Use máscara e tenha o seu próprio frasco de álcool gel
  2. Não entre se o ambiente estiver lotado. Se não houver controle de entrada, vale aquela espiadinha na quantidade de pessoas que já estão lá dentro. Em shoppings e supermercados, o número de carros no estacionamento costuma ser um bom indicativo
  3. Observe se tem álcool gel disponível e se todos os funcionários estão utilizando máscaras corretamente. Esses são os indícios mais visíveis de que os cuidados estão sendo levados a sério pelo estabelecimento
  4. Luvas não são recomendadas nem para clientes nem para atendentes, pois não costumam ser trocadas a cada vez que a pessoa toca em uma superfície. Manter a higienização das mãos quando tocar em superfícies compartilhadas é mais seguro
  5. Se precisar usar o banheiro, lave bem as mãos antes e depois por 20 segundos. Utilize papel-toalha para usar a maçaneta
  6. Prefira métodos de pagamento on-line ou com cartão por aproximação. Se não for possível, higienize as mãos antes e depois
  7. Não estenda o tempo de permanência além do necessário
  8. Por fim, respeite os horários e as orientações do estabelecimento. Lembre-se: estamos todos juntos no combate ao vírus

Confira agora algumas dicas específicas para cada tipo de estabelecimento:

Em restaurantes:

  • Evite formar agrupamentos na sua mesa e prefira mesas ao ar livre sempre que possível
  • Prefira cardápios on-line ou descartáveis
  • Só retire a máscara quando o pedido chegar e quando o atendente se afastar. Nesse momento, guarde a máscara em um saquinho e depois substitua por outra
  • Mesmo com distância entre as mesas, evite gritar ou falar alto

No comércio:

  • Seja objetivo. Saia de casa sabendo o que busca para não ficar “batendo perna”
  • Sempre que possível, escolha horários alternativos que tenham menor chance de aglomeração
  • Evite tocar no que não vai comprar

Na academia:

  • O uso de máscara está dispensado nas atividades aquáticas
  • Agende horário e respeite os espaços demarcados para treinos
  • Higienize os aparelhos antes e depois do uso
  • Leve sua própria garrafinha de água

Se for viajar…

  • Respeite o distanciamento na fila para entrar no ônibus ou avião e as marcações de assento
  • Use máscara durante todo o trajeto e reforce com face shield
  • Higienize as mãos sempre que tocar em alguma superfície

O que fazer em caso de suspeita de COVID-19?

Se estiver doente, com sintomas compatíveis com a COVID-19, tais como febre, tosse, dor de garganta e/ou coriza, com ou sem falta de ar, evite contato físico com outras pessoas, incluindo os familiares, principalmente, idosos e doentes crônicos. Procure imediatamente uma unidade de saúde e consulte-se com um médico, que poderá solicitar exames complementares. Mantenha seu médico sempre informado da evolução dos sintomas durante o tratamento e siga suas recomendações.

Utilize máscara o tempo todo, cobrindo boca e nariz, inclusive se for cozinhar.

Depois de usar o banheiro, nunca deixe de lavar as mãos com água e sabão e sempre limpe vaso mantendo a tampa fechada, pia e demais superfícies com álcool, água sanitária ou outro produto recomendado pela Anvisa para desinfecção do ambiente.

Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos apenas para seu uso. O lixo produzido precisa ser separado e descartado.

Evite compartilhar sofás e cadeiras e realize limpeza e desinfecção frequente com água sanitária ou álcool 70%.

Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária.


Caso não more sozinho, recomenda-se que os demais moradores da residência durmam em outro cômodo, seguindo também as seguintes recomendações:

  • Mantenha a distância mínima de 1 metro entre a pessoa infectada e os demais moradores
  • Limpe os móveis da casa frequentemente com água sanitária, álcool 70% ou outro produto recomendado pela Anvisa
  • Se uma pessoa da casa tiver diagnóstico positivo, todos os moradores devem ficar em distanciamento conforme orientação médica

Categoria: Coronavírus, Vacinas