Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

Doe sangue: uma gotinha faz toda a diferença

25 de novembro de 2014

A doação de sangue é um ato de solidariedade que ajuda a salvar vidas. Por isso, seja um doador frequente, várias pessoas podem ser beneficiadas apenas com a sua doação. É importante que você saiba que a quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador, pois a recuperação é imediata. É pouco para quem doa e muito para quem precisa.

Antes de doar, todos passam por uma entrevista que tem o objetivo de dar mais segurança a você e aos pacientes que receberão a doação. É muito importante que você seja sincero nas respostas. Tudo o que disser será mantido em sigilo.

 

Blog Unimed VTRP Doar Sangue

  Para ser doador basta apresentar um documento com foto. Você deve: – Pesar acima de 50 kg; – Ter entre 16 e 67 anos de idade. Se tiver entre 16 e 17 anos, é necessário a autorização formal do responsável legal.   Recomendação para o dia da doação: – Não vá doar sangue em jejum; – Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior; – Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores; – Evite fumar por pelo menos 2 horas antes da doação; – Evite alimentos gordurosos.   Deve-se respeitar os intervalos para doação: Homens – 60 dias (máximo de 04 doações nos últimos 12 meses); Mulheres – 90 dias (máximo de 03 doações nos últimos 12 meses).   Quem não pode doar? – Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade; – Mulheres grávidas ou que estejam amamentando; – Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como aids, hepatite, sífilis e doença de chagas; – Usuários de drogas.   O que acontece depois da doação? O doador receberá instruções referentes ao seu bem-estar e cuidados que deverão ser tomados, tais como: – Beber bastante líquido nas primeiras 6 horas e alimentar-se normalmente. – Não praticar esportes radicais ou atividades de risco.   O que acontece com o sangue doado? Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas, plasma e outros), e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Depois isso tudo é distribuído para os hospitais e clínicas da cidade para atender casos de emergência, pacientes internados e pessoas com doenças hematológicas.  

Doação de Sangue

 

Categoria: #CuidarDeVocê