Saiba quais são as frutas da primavera Alimentação Saudável

Como armazenar o leite materno? Alimente seu... Filhos e Gestação

Atividade física: leve, moderada ou intensa? Atividade Física

Dietas restritivas: descubra receitas livres de glúten e lactose

12 de agosto de 2015

Manter uma alimentação balanceada é essencial. Algumas pessoas, porém, não comem determinados alimentos e encontram dificuldades para ter uma dieta saudável. Isso se deve a escolhas próprias ou mesmo por intolerância a determinados alimentos. A doença celíaca é uma delas. Ela ocorre quando a ingestão de glúten provoca danos na parede do intestino delgado.

Estes danos dificultam a absorção de nutrientes, principalmente gordura, cálcio, ferro e ácido fólico. A doença é crônica e, quando confirmada, exige uma alimentação sem glúten. O glúten é uma proteína encontrada em alimentos como trigo, aveia, centeio, cevada e malte, que é um subproduto da cevada.

Qualquer receita ou produto alimentar que apresenta em sua composição estes itens, vai possuir o glúten, mesmo que em quantidades pequenas.

Blog Unimed VTRP Pão sem Gluten

O que causa a doença celíaca?

Acredita-se que a doença celíaca seja desenvolvida por pessoas geneticamente suscetíveis. Nessas pessoas, por exemplo, algum tipo de infecção viral ou por bactérias pode dar início à doença. Também, indivíduos com parentes de primeiro grau (pais, irmãos, filhos) possuem risco maior de tornarem-se celíacos.

Quais são os principais sintomas?

Os principais sintomas são: diarreia, gases, vômito, perda de peso, fome intensa, fraqueza, fadiga, ausência de menstruação, infertilidade, irritação e até mesmo depressão.

Devido à má absorção de nutrientes, algumas consequências podem surgir em celíacos, entre elas: osteoporose, anemia, infertilidade, defeitos no nascimento e deficiência no crescimento em crianças.   Blog Unimed VTRP intolerancia a lactose

Entenda a diferença entra intolerância à lactose e alergia ao leite

Outro problema comum é a intolerância à lactose, nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Vale lembrar que a intolerância é diferente da alergia ao leite, que é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de uma porção, por menor que seja, de leite ou derivados.

Os sintomas da intolerância e da alergia também são diferentes. O alérgico tem inchaço que pode ocorrer nos lábios, pálpebras, língua, pulmão e glote; sintomas respiratórios como espirro e falta de ar; sintomas gastrointestinais como distensão abdominal, gases, diarreia; placas avermelhadas pelo corpo, coceira e choque anafilático. Já no intolerante, os sintomas normalmente se restringem ao trato gastrointestinal: dores abdominais, gases e diarreia.

A boa notícia é que estas restrições não representam problemas quando o assunto é alimentação saudável. Fazendo as substituições certas é possível adquirir todos os nutrientes necessários.

Categoria: #CuidarDeVocê