Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

Descubra os sintomas da síndrome do esgotamento profissional

16 de fevereiro de 2019

Você já ouviu falar na Síndrome de Bournout? O nome pode soar estranho, mas os seus sintomas são comuns para muitas pessoas. Também chamada de doença do esgotamento profissional, ela é caracterizada por ser o ponto máximo do estresse profissional, que pode ser encontrada em qualquer profissão, mas aparece, em especial, nos trabalhos em que há impacto direto na vida de outras pessoas.

É o que acontece, por exemplo, com profissionais da saúde em geral, jornalistas, advogados, bombeiros, policiais, professores e até mesmo voluntários. Hoje em dia, indiferente da profissão, o estresse faz parte da rotina. Uma das explicações está na competitividade.

E a Síndrome de Burnout é uma das consequências deste ritmo atual: um estado de tensão emocional e estresse crônico provocado por condições de trabalho desgastantes. O próprio termo “burnout” demonstra que esse desgaste danifica aspectos físicos e psicológicos da pessoa. Traduzindo do inglês, “burn” quer dizer “queima” e “out” significa “exterior”.   Blog Unimed VTRP O que é a Síndrome de Burnout

De olho nos sintomas

O sintoma típico da síndrome é a sensação de esgotamento físico e emocional, que se reflete em atitudes negativas, como ausências no trabalho, agressividade, isolamento, mudanças bruscas de humor, irritabilidade, dificuldade de concentração, lapsos de memória, ansiedade, depressão, pessimismo, baixa autoestima.

Algumas manifestações físicas também podem ser associadas à doença, como dores de cabeça, enxaqueca, cansaço, sudorese, palpitação, pressão alta, dores musculares, insônia, crises de asma e distúrbios gastrintestinais.   Blog Unimed VTRP Sintomas Síndrome de Burnout

Tratamento

Para detectar a síndrome, é recomendado um exame minucioso, capaz de analisar se os problemas enfrentados estão relacionados ao ambiente de trabalho ou à profissão. O ideal é procurar um especialista e fazer exames psicológicos. A qualidade de vida é uma das armas para prevenir a Síndrome de Burnout.

E isso inclui cuidar da saúde, dormir e alimentar-se bem, praticar exercícios e manter uma vida social bem ativa, mantendo hobbies e garantindo mais qualidade de vida.

Com informações de drauziovarella.com.br e einstein.br.