Ouvidoria

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

Cuide bem do seu coração

29 de setembro de 2015

Ah, o coração… Sob o olhar da medicina, revela-se tão frágil e vulnerável quanto nas canções de amor. Porém, a cada dia mais, protagonizando estatísticas nada românticas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. No Brasil, representam 30% do total de óbitos na faixa etária de 20 a 59 anos de idade. Por isso, a data comemorada nesta terça-feira, 29 de setembro, não deve passar em branco: o Dia Mundial do Coração. Historicamente associadas aos homens – hipertensos, sedentários, com sobrepeso, estresse e histórico familiar de infarto – essas patologias vêm crescendo entre as mulheres. “Apesar de ser mais frequente nos homens, nas mulheres o infarto é mais fatal. Isso ocorre por diversos motivos, como a demora em identificar o problema, em função de sintomas atípicos. Além disso, cerca de 64% das pacientes não apresentam sintomas antes do primeiro evento cardíaco”, alerta a cardiologista Adriana Balbinot, cooperada da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP) em Encantado. A boa notícia é que o controle dos fatores de risco mostra-se responsável por pelo menos 50% na redução da mortalidade por doenças cardiovasculares. Segundo a médica, é fundamental que as pessoas adotem um estilo de vida mais saudável, mantenham uma alimentação balanceada, controlem o peso, pratiquem atividades físicas regularmente, tenham momentos de lazer em família e com amigos e realizem revisões de saúde periódicas, com medida da pressão arterial, exames de colesterol e glicemia, entre outros.   Blog Unimed VTRP Exercícios Físicos para Cuidar do Coração   Doenças cardiovasculares mais perigosas – Síndrome Coronariana Aguda (SCA): série de doenças resultantes da redução do fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco, entre elas o infarto agudo do miocárdio. O principal sintoma é a dor no peito, que comumente irradia para o braço esquerdo, podendo ocorrer sudorese, náuseas e dispneia; – Acidente Vascular Cerebral (AVC): súbita perda parcial de funções neurológicas, consequência da obstrução ou rompimento de vasos sanguíneos cerebrais. Os sintomas variam conforme o tipo e a área cerebral afetada, podendo ocorrer paralisia, fraqueza, formigamento ou dificuldades de movimentação dos membros de um lado do corpo, dificuldades da fala, déficit visual súbito, perda na audição, dificuldades para engolir, confusão e coma; – Insuficiência cardíaca (IC) – comprometimento da capacidade do coração de suprir as necessidades do organismo. O bombeamento de sangue para os outros órgãos é prejudicado e uma série de sintomas, como cansaço frequente, começa a aparecer. Em geral, a insuficiência está relacionada a outras disfunções, como hipertensão, infarto e doenças metabólicas, comuns na terceira idade, mas também pode estar relacionada a infecções e acometer jovens.   Blog Unimed VTRP Cuide de seu coração   Qual o seu grau de risco para o desenvolvimento dessas doenças? Clique aqui para acessar a página da Sociedade Brasileira de Cardiologia e fazer o teste.  

Categoria: #CuidarDeVocê