Saiba quais são as frutas da primavera Alimentação Saudável

Como armazenar o leite materno? Alimente seu... Filhos e Gestação

Atividade física: leve, moderada ou intensa? Atividade Física

Cuidados neste verão na piscina, praia e rio

04 de janeiro de 2016

O período de férias do verão é para relaxar e se divertir, mas é importante não descuidar da saúde, da segurança e, principalmente, da diversão, já que algumas brincadeiras na água podem se tornar perigosas. Confira algumas dicas para tornar o seu veraneio mais seguro.   Segurança Mesmo em clima de férias e diversão, é importante não descuidar ao chegar e sair dos locais de lazer Carro Ao sair do carro, tranque as portas e ligue o alarme. Ladrões aproveitam esses momentos de distração e são rápidos: em 30 segundos levam o automóvel. Estacionamento

  • Estacione em locais e ruas movimentados;
  • Não entregue a chave para um guardador de carro. A alternativa só é válida em estacionamentos credenciados;
  • Não esconda a chave próxima ao veículo: na roda, no para-choque ou na placa. Alguém pode observar a distância e se aproveitar de um momento de distração para roubar o carro.

Objetos de valor Não deixe objetos de valor dentro do carro, seja à vista de quem passa ou mesmo no porta-malas. A polícia faz um alerta especial aos turistas que circulam com o veículo lotado de malas, câmeras e outros objetos eletrônicos. A dica é parar no hotel e guardar a bagagem.   Saúde Curtir o verão inclui, também, cuidar da alimentação e não abusar do sol nos passeios ao ar livre. Sol Lembre-se que o horário adequado para tomar sol é antes das 10h e depois das 16h. Outra medida importante: reaplique o protetor solar sempre que sair da água. Não se cuidou no sol e agora está todo vermelho e queimado? É preciso hidratar bem a pele e tomar bastante líquido. Se houver dor no local da queimadura, procure atendimento médico. Nutrição Nos dias de intenso calor opte por alimentos mais leves como: frutas verduras, carnes magras e iogurte, evitando assim o excesso de açúcares e carnes gordas. Beba de seis a oito copos de água por dia e aposte nos sucos naturais e na água de coco. Cuide com a higiene, armazenagem e preparo dos alimentos. Confira aqui dicas para evitar a intoxicação alimentar no verão. Lazer A estação é perfeita para aproveitar as águas, mas é necessário prudência para que a diversão não se torne um caso de afogamento.  

Cuidados Verão Piscina Praia Rio Blog Unimed VTRP (3)

  Rios e Lagoas

  • Evite brincadeiras como simulações de afogamentos ou forçar a cabeça de um amigo para dentro da água;
  • Oriente as crianças sobre os perigos e não as deixe entrar na água sozinhas;
  • Antes de se banhar, informe-se sobre a correnteza e a profundidade do local;
  • Mesmo sabendo nadar, evite tomar banho em canal;
  • Nade apenas onde dá pé;
  • Siga as placas de orientação sobre os perigos dos balneários;
  • Evite banhos em períodos de enchente ou em zonas de correnteza;
  • Para não ficar preso em obstáculos do rio, use roupas leves;
  • Fique atento à profundidade correnteza, pedras e galhos;
  • Não se afaste da margem se não souber nadar e evite atravessar de uma margem à outra.

Ao socorrer alguém que está se afogando

  • Tome cuidado ao se aproximar de alguém que está se afogando. A pessoa está em pânico e se agarra à primeira coisa concreta que aparecer. Por isso, muitos casos de afogamento acontecem em sequência: uma pessoa tenta ajudar a outra e ambas acabam se afogando. Quando houver salva-vidas, chame-o imediatamente. Deixe ele se encarregar do caso, já que foi treinado;
  • Se não houver salva-vidas, jogue para a pessoa que está se afogando qualquer tipo de material flutuante. Pode ser uma prancha ou uma boia, mas vale também pedaços de isopor (como tampas ou caixas), bolas ou mesmo garrafas plásticas de refrigerante. Esses objetos ajudam a pessoa a se manter acima da superfície da água até ser resgatada;
  • Se a pessoa estiver próxima, lance uma corda ou estique um galho, segurando uma das extremidades. Quando ela agarrar a outra, puxe-a para fora;
  • Os primeiros socorros para reanimar o afogado são a massagem cardíaca e a respiração boca a boca.

 

Cuidados Verão Piscina Praia Rio Blog Unimed VTRP (4)

  Mar Observe as bandeiras ou consulte os salva-vidas sobre as condições do mar. Cores identificam a situação nas águas:

Bandeira quadriculada – Praia temporariamente sem vigilância Bandeira vermelha – Mar impróprio para banho Bandeira amarela – Banho com restrições, muitos buracos e repuxo Bandeira verde – Sem riscos, mas com cuidado  

  • Tome banho perto das guaritas de salva-vidas e se informe do horário em que eles estão lá;
  • Não adentre mais de 50 metros no mar (água na altura do peito);
  • O ideal é que a água fique pela cintura;
  • Entre em dupla no mar;
  • Não nade contra a correnteza caso arrastado. Para escapar, mova-se lateralmente;
  • Respeite as condições do mar. Não entre com bandeira vermelha, mantenha cuidado quando a bandeira estiver amarela e tome banho com restrições quando a bandeira estiver verde;
  • Não mergulhe em locais de grande profundidade sem equipamento adequado.

Saiba como se salvar Deixe a corrente levá-lo e depois tente nadar em paralelo à costa; Use as ondas para empurrá-lo de volta à praia.   Cuidados com as crianças

  • Coloque boias naquelas que não sabem nadar;
  • Tome cuidado com fossas abertas, que oferecem riscos de acidentes;
  • Não deixe banheira, tanque ou tonel cheios de água ao alcance de crianças.

 

Cuidados Verão Piscina Praia Rio Blog Unimed VTRP (5)

  Piscina

  • Quando a piscina estiver fora de uso, cubra-a com uma tela ou uma lona. Isso evita acidentes com crianças;
  • Objetos como boias e brinquedos não devem ser deixados dentro ou na beira da piscina, pois chamam a atenção das crianças e podem ser armadilhas;
  • Use sempre flutuadores na presença de crianças;
  • Evite correr e pular em volta da piscina, pois geralmente a borda fica molhada e escorregadia;
  • A piscina deve ser limpa com frequência para evitar bactérias e insetos que possam transmitir doenças;
  • Se a piscina for em clube, faça o exame periódico exigido. Se for em casa, evite entrar na água se você apresentar algum dos sintomas que impeçam o acesso.

A Piscina Ideal para as Crianças

  • As piscinas também devem ser cercadas por grades de pelo menos 60 centímetros;
  • É indispensável a presença de um adulto quando crianças estiverem na água;
  • Para ir para a piscina, a criança deve ter coletes ou boias, que a impeçam de engolir água;
  • O uso dos coletes pode dar uma falsa sensação de proteção às crianças. Por isso, elas devem ser orientadas a tomar banho sempre acompanhadas de um adulto.

  Outras Informações Alimentos e bebidas alcoólicas

  • Depois das refeições, espere pelo menos duas horas para entrar na água. Após a refeição, o sangue se concentra no estômago para auxiliar na digestão. O cérebro fica pouco vascularizado e, em situações de esforço (como a natação), está sujeito a um acidente vascular cerebral (derrame).
  • Evite beber e ir para a água. A ingestão de álcool diminui os reflexos. A pessoa alcoolizada tende a ficar mais corajosa.

Categoria: #CuidarDeVocê