Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

Corpo e mente em equilíbrio contra a obesidade

10 de outubro de 2017

11 de outubro é o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o número de obesos no mundo dobrou de 1980 a 2008 e a doença é considerada um problema grave de saúde pública, que cresce cada vez mais. Hoje, os problemas de saúde resultantes do excesso de peso afetam mais de 2 bilhões de pessoas em todo o planeta. Como reverter esses índices? Uma das soluções está na mudança de hábitos. Que tal começar por uma atividade física? Atualmente 70% das pessoas do mundo são sedentárias e estão sujeitas a desenvolver doenças cardíacas e obesidade. Caminhar, pedalar e praticar outras formas de exercícios aeróbicos estimulam o bem-estar físico e mental, diminuindo em até 50% o risco de doenças.   A hora de começar uma atividade física Não há um momento certo para iniciar uma atividade física ou exercícios. Qualquer hora é hora. A OMS recomenta 30 minutos de exercícios diariamente, ou seja, eles não necessitam de programação. Pode ser um passeio no jardim, com o cachorro ou mesmo lavar um carro. Elas começam sem riscos e podem, com o tempo, evoluir para uma atividade física.   Blog Unimed VTRP Importancia Atividade Física   Os exercícios programados, com a orientação de um profissional e acompanhamento médico, quando necessário, além de prevenirem doenças, trazem mais saúde para quem realiza. Quanto maior for o peso de uma pessoa, maior a sua necessidade de realizar atividades físicas, podendo ser de duas formas. A primeira é a aquática, como natação, hidroginástica. Já a segunda envolve a utilização de bicicleta ergométrica com banco e encosto. Independente da hora em que forem feitas, o efeito metabólico é sempre o mesmo. Quem tem excesso de peso deve, em primeiro lugar, perder 10% do peso, traçar um plano alimentar adequado e ser acompanhado por um médico.   Fique de olho na sua alimentação Além da questão estética estar acima do peso é prejudicial a saúde. O cansaço fica maior, as dores no corpo aparecem. A ideia de subir qualquer andar de escada pode desanimar. No lugar de dietas o correto é fazer uma reeducação alimentar. Algumas trocas são essenciais para a manutenção da saúde e qualidade de vida. A principal coisa que devemos aprender é que a reeducação alimentar não consiste em deixar de comer tudo o que gosta e passar a comer somente frutas, verduras, legumes e alimentos light. Muito pelo contrário, é aprender que você pode comer tudo, mas sem exageros e de forma equilibrada. O ideal é que o processo seja feito individualmente e com orientação de um nutricionista, pois uma recomendação pode ser adequada para uma pessoa mas não será para outra. Deve-se levar em conta o estilo de vida, assim como a presença de doenças pré-existentes.   Blog Unimed VTRP Reaproveitamento de talos   Mas de maneira geral pode-se pontuar algumas atitudes que qualquer pessoa pode adotar para “reeducar” a sua alimentação: – Beba de 8 a 10 copos de água por dia; – Evite o consumo de alimentos industrializados e fast-food; – Substitua refrigerantes por sucos de frutas naturais; – Inclua alimentos integrais no seu cardápio; – Evite o consumo de alimentos ricos em gordura como: frituras, carnes gordas, queijos amarelos, manteiga; – Doces são permitidos, mas esporadicamente e em pequena quantidade; – Pratique atividade física regularmente. Para manter uma dieta equilibrada, confira também as boas combinações de alimentos.     A mente também merece atenção O estresse e a ansiedade fazem parte da vida. Em muitos casos, até podem se tornar importantes para alcançar determinados objetivos. Por isso, encontrar uma estratégia pessoal para lidar com estas barreiras pode ser a chave do sucesso.   Blog Unimed VTRP Como melhorar a concentração   Dicas para viver melhor Quando o assunto é saúde mental, simples hábitos podem fazer a diferença:

  • Solicitar auxílio, pedir ajuda quando necessário;
  • Cuidar da saúde física (manter uma alimentação saudável e realizar atividades físicas);
  • Respeitar e priorizar a individualidade;
  • Compreender a diversidade de opiniões e ações;
  • Conversar sobre frustrações (externar problemas);
  • Organizar e dividir tarefas;
  • Relaxar e descansar.

Categoria: #CuidarDeVocê