10 fatos interessantes sobre amamentação Filhos e Gestação

Jeito de Cuidar Unimed VTRP: A história da... Filhos e Gestação

Vamos falar sério sobre hábitos saudáveis e... Saúde do Homem e da Mulher

Coração fortalecido com exercícios

22 de abril de 2015

Os exercícios físicos estão na lista de orientações dos médicos para prevenir doenças cardiovasculares. Mas todas as atividades são iguais? De acordo com cardiologistas, os mais indicados são os aeróbicos, pois, para que protejam o coração contra doenças é preciso atingir uma determinada frequência cardíaca. Importantes para manter o coração saudável, os exercícios também ajudam a controlar a pressão sanguínea, níveis de glicose no sangue, colesterol e peso corporal. Além disso, quanto mais você se exercitar, mais atividades diferentes vai conseguir fazer com seu corpo. Trazendo, com o tempo, o sentimento de bem-estar e realização. Profissionais recomendam que você pratique 30 minutos de exercícios moderados na maioria dos dias. Até mesmo pequenas atividades podem deixar seu coração batendo mais forte e seu pulso aumentar. Comece adicionando mais atividades na sua vida diária, tal como subir as escadas ou aspirar a casa. Ao se sentir mais em forma, você pode até querer fazer mais.     Blog Unimed_Corrida   Benefícios e frequência Segundo alguns cardiologistas, com exercícios regulares e uma dieta equilibrada é possível evitar a administração de medicamentos para redução do colesterol. Para que isso aconteça, vale investir em caminhada, corrida, natação, ciclismo, futebol, vôlei, basquete e tênis, já que essas atividades estão entre os melhores exercícios para a saúde do coração. A intensidade é outra questão que deve ser analisada. Para fazer bem ao coração é preciso praticar de 150 a 200 minutos semanais de exercícios aeróbicos. Este tempo pode ser dividido em três a cinco sessões de 30 a 50 minutos cada. Você pode variar as atividades, mas, para que tenham benefício cardiovascular, é preciso praticar exercícios por, no mínimo, 20 minutos. Se o seu objetivo inclui a perda de peso, cada sessão de exercícios deve ter 40 minutos ou mais. Vale ressaltar que, para evitar complicações cardiovasculares decorrentes do esforço, é preciso manter o check-up em dia. Dos 20 aos 40 anos, é preciso realizar exames a cada cinco anos. A partir dos 40, as avaliações médicas devem ser anuais.   Blog Unimed_Natação   Dicas de exercícios cardiorrespiratórios 1. Alterne a intensidade – Você pode alternar movimentos moderados, com outros mais intensos e rápidos. Vai obter mais resistência, queimar calorias extras e tornar-se mais rápido e forte. De quebra, ainda vai perder a gordurinha da barriga, já que alternar o ritmo dos movimentos comprovadamente ajuda a eliminar os pneuzinhos. 2. Use os braços – A maioria dos exercícios cardiorrespiratórios exigem muito mais das pernas. Então, sempre que possível, movimente seus braços. Na esteira, tente não segurar no aparelho, da mesma forma quando estiver malhando no elíptico. Em vez de deixar os membros superiores em repouso, experimente movimentá-los em aulas de natação ou qualquer outra modalidade. 3. Duração do treino – Grande parte dos exercícios cardiorrespiratórios duram cerca de 30 ou 45 minutos. Para queimar calorias extras, experimente fazer cinco minutos a mais de atividade e confira quantas calorias queimou neste período.   Blog Unimed_Abdominais   4. Incorpore treinamento de força – O principal objetivo de exercícios cardiorrespiratórios é queimar calorias por meio de movimentos de alta intensidade. No entanto, é possível aproveitar esse tempo para fortalecer os músculos. Para melhorar o tônus muscular das pernas e do bumbum, exercite-se sempre programando o aparelho (esteira ou bicicleta) com um pouco de inclinação. Na piscina, use luvas ou aparelhos que ajudam a criar resistência com a água. 5. Mude o tipo de exercício – Para buscar mais resistência, ganhar força e evitar lesões por esforço repetitivo, é importante não fazer sempre o mesmo tipo de exercício. Você vai melhorar a saúde do coração se incluir pelo menos três tipos de modalidades diferentes a cada semana. 6. Imponha dificuldades – Além de adicionar inclinações, encontre maneiras de deixar seus exercícios cardiorrespiratórios mais desafiadores. Na bicicleta, fique com o bumbum fora do assento, corra com os joelhos elevados ou peça ao seu instrutor movimentos mais difíceis.  

Categoria: #CuidarDeVocê