10 fatos interessantes sobre amamentação Filhos e Gestação

Jeito de Cuidar Unimed VTRP: A história da... Filhos e Gestação

Vamos falar sério sobre hábitos saudáveis e... Saúde do Homem e da Mulher

Câncer de próstata: dicas para se prevenir!

Internacionalmente novembro é marcado pelas ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem, devido ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, lembrado em 17 de novembro. A iniciativa é estratégica para convencer os homens de que a prevenção é o melhor caminho para viver mais e melhor.

07 de novembro de 2019

Internacionalmente novembro é marcado pelas ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem, devido ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, lembrado em 17 de novembro. A iniciativa é estratégica para convencer os homens de que a prevenção é o melhor caminho para viver mais e melhor.

Vamos entender melhor a relação entre a saúde do homem e este câncer, que pode ser evitado quando a prevenção faz parte da rotina do homem?

A próstata e o câncer

A próstata é uma glândula que só os homens possuem e integra o sistema reprodutor masculino. Ela pesa de 25 a 30 gramas e está localizada logo abaixo da bexiga e à frente do reto. O câncer de próstata ocorre quando células da próstata começam a se multiplicar de forma desordenada. Grande parte dos cânceres de próstata se desenvolvem lentamente, sem sintomas aparentes, o que justifica a necessidade dos exames preventivos. 

Em fases mais avançadas, o paciente pode sentir: vontade de urinar com maior frequência, jato urinário mais fino e dificuldade para urinar. Dores ósseas, com ênfase na região das costas, podem ocorrer em casos mais avançados devido à presença de metástases (instalação de um ou mais focos do tumor distantes do local em que ele se originou), e sinalizam que a doença evoluiu para um estágio de maior gravidade.

Formas de prevenção

Evitar os fatores de risco e aumentar os fatores de proteção são ferramentas essenciais. Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca), já está comprovado que algumas atitudes ajudam a reduzir o risco de câncer e de outras doenças crônicas não-transmissíveis como diabetes e as doenças cardiovasculares (hipertensão, derrame, infarto de miocárdio). Dentre estas medidas, destacam-se: