imgTopo Contato separador btnPesquisa
Região / Mundo

A sustentabilidade do Cavalo de Lata

Tradição gaúcha, o uso de carroças é bem comum no Rio Grande do Sul, principalmente no interior do estado. E para que elas possam se movimentar, os cavalos tornam-se o meio de transporte, principalmente de catadores. Porém, esta prática ainda levanta uma série de questões, como a segurança no trânsito e a exploração animal.

Pensando nessas questões e sabendo da importância da reciclagem, um engenheiro de produção criou um projeto que muda a realidade de cidades e catadores: o Cavalo de Lata. A ideia é substituir as carroças movidas a tração animal por uma estrutura metálica com carroceria, uma espécie de bicicleta totalmente elétrica, preparada para suportar grandes cargas.

Blog Unimed_Coleta Cavalo de Lata

O veículo tem suspensão, banco com dois lugares, volante e iluminação completa, usando um bateria que lhe dá autonomia para cerca de 50 quilômetros. O mais legal é que as peças destes “cavalos de lata” foram retiradas de motocicletas, em oficinas, e o veículo é híbrido, podendo ser movido através do pedal ou do motor elétrico.

“O Cavalo de Lata era um sonho antigo, que depois de muitas pesquisas e conversas informais, agora se torna realidade. Nosso objetivo principal é substituir as carroças movidas pela tração animal, sem prejudicar o trabalho do catador, que cada dia é mais vital para nosso sistema”, descreve o criador na pagina do projeto no Facebook.

Blog Unimed_Cavalo de lata

INDO ALÉM

Mais do que ser um apoio aos catadores, o carrinho elétrico também pode ser usado como sistema de coleta de resíduos, feiras e evento, indústrias, condomínios ou mesmo propriedades rurais. Por ser de lata, tem uma estrutura reforçada, capaz de receber uma quantidade elevada de peso, diminuindo o tempo de serviço.

Porém, o veículo ainda não pode circular pelas ruas, devido ao fato do Brasil não possuir uma lei que regularize carrinhos elétricos de quatro rodas. O idealizador do projeto, Jason Duani Vargas, ainda aguarda que o Denatran agende uma visita para avaliar o veículo e conceder uma autorização nacional para circular.

Já em Santa Cruz, cidade onde o projeto foi criado, a situação é diferente. Ele ganhou autorização para trafegar, sendo um apoio à coleta seletiva realizada. O protótipo acaba sendo um instrumento de trabalho dos recicladores cooperativados do município e, quase que diariamente, o carrinho recolhe papel e papelão no centro da cidade.

Blog Unimed_Cavalo de Lata Coleta

De engenharia simples, manutenção econômica e ideia sustentável, semelhante a um carrinho de golfe, o protótipo evita o desgaste físico dos trabalhadores, já que é elétrico, e tem capacidade muito superior às carroças e carrinhos convencionais, suportando mais de 600 quilos. Além disso, substitui a tração animal e, consequentemente, acaba com possíveis maus tratos aos cavalos.

 


Envie o seu comentário para a Unimed VTRP




siteOficial ans
Todos os direitos reservados Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo 2017.
barraRodapeLink
Nossos Favoritos
Sobre a Unimed VTRP
Política de Comentários
Relatório de Sustentabilidade
Revista Unimed
;