Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

Avós que ajudam no cuidado com os netos podem viver mais e melhor

No Brasil, 26 de julho é o dia dos avós, e para lembrar a data, a Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo traz uma boa notícia

19 de agosto de 2019

No Brasil, 26 de julho é o dia dos avós. Para lembrar a data, a Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo traz uma boa notícia. Sabia que ajudar na vida familiar é um ótimo jeito de garantir uns anos a mais na Terceira Idade? A informação foi apudara por um estudo feito na Alemanha.

Separamos as 4 principais conclusões deste estudo:

1) Os pesquisadores analisaram a vida de 500 pessoas, entre 70 e 103 anos de idade, que foram acompanhadas pelo Estudo de Envelhecimento de Berlin ao longe de 19 anos.

2) A pesquisa analisou, em primeiro lugar, qual era a diferença na taxa de mortalidade entre os avós que ajudavam a cuidar dos netos, participando da educação deles, e dos avós que não tinham netos ou não conviviam com eles.

3) O estudo não considerou avós que têm a custódia das crianças e são os principais responsáveis por elas – a ideia era focar na figura dos avós como figuras de suporte das pais das crianças.

4) Os resultados mostraram que conviver com netos e cuidar deles reduzia em 37% o risco de mortalidade. Metade do grupo dos avós presentes viveu por dez anos depois do início da pesquisa. No grupo oposto, 50% deles só chegou a sobreviver mais 5 anos.

Legal, né? Por isso, estimular o convívio entre netos e avós é tão importante. Melhora a saúde de todos os envolvidos : )

BÔNUS: 6 dicas para manter-se bem e saudável na maturidade!

Elegemos seis bons hábitos para quem está na Terceira Idade. É importante para quem já chegou lá ou para a família saber como apoiar os idosos.

Encare a maturidade e a velhice como um processo natural e positivo, afinal, fazer de cada fase o melhor depende exclusivamente de você.

Procure manter um bom relacionamento com amigos, familiares e colegas. Descobrir novas atividades ou continuar trabalhando são formas que ajudam a se sentir integrado à sociedade e a evitar o tédio e a baixa autoestima.

Leve a sério as recomendações de praticar atividades físicas. Essa atitude ajuda a diminuir o declínio funcional e a perda de massa óssea. Exercícios físicos regulares também ajudam na prevenção de quedas.

Se está aposentado, procure não ficar sem atividades. Coloque em prática um hobby deixado de lado por falta de tempo, realize um antigo sonho que foi deixado para trás, descubra novas aptidões e, se desejar, aprenda uma nova profissão.

Adote cuidados preventivos para manter boa condição de saúde em todas as fases da vida – fique atento à alimentação, exercite-se com frequência, mantenha as consultas médicas em dia, use corretamente os medicamentos prescritos pelo seu médico, exponha-se de forma adequada ao sol e cuide da saúde bucal.

Conserve uma vida sexual ativa e segura, procurando apoio do seu médico ao sinal de alterações, lembrando que, com o processo de envelhecimento, algumas mudanças físicas são comuns tanto para os homens como para as mulheres.

Categoria: Saúde Emocional