Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

A cura pode estar no abraço

15 de dezembro de 2015

Relaxar e controlar medos ou ansiedades por meio de um abraço. Essa afirmação pode até soar de forma estranha, mas um abraço sincero pode trazer diversos benefícios para a saúde física e mental. Mas como isso acontece? Simples. Durante o ato, que pode levar menos de 20 segundos, o corpo libera o hormônio oxitocina, conhecido também como “hormônio do amor”. Essa substância tem efeito terapêutico sobre o corpo e a mente. Ela é conhecida, principalmente, por influenciar nas nossas ligações emocionais, comportamento social e aproximação entre pais, filhos e casais. Portanto, abraçar alguém pode ajudar a reduzir o estresse, o medo e a ansiedade, além de reduzir a pressão arterial, promover o bem-estar e melhorar a memória.   Blog Unimed VTRP Poder do Abraço   Nas mulheres, esse hormônio é produzido durante o processo de parto e amamentação, a fim de aumentar a ligação da mãe com o bebê. Porém, um estudo da Universidade Médica de Viena, na Áustria, chegou à conclusão de que o efeito positivo só ocorre quando o abraço é dado em alguém com quem temos intimidade. Além da oxitocina, o abraço também pode liberar endorfinas, as mesmas substâncias químicas liberada após um bom exercício físico ou quando você come chocolate. Ela também contribui para o bem-estar.   Blog Unimed VTRP Abraçar te deixa mais saudável   Veja outros benefícios do abraço entre amigos, familiares e casais: Redução de estresse e pressão arterial – O contato físico com outras pessoas pode ajudar a reduzir o estresse. Abraçar e beijar aumentam os níveis de oxitocina, o que pode ajudar a diminuir a pressão arterial e reduzir o risco de doenças cardíacas, estresse e ansiedade. Ajuda na comunicação – As pessoas querem se sentir compreendidas e o abraço pode ser o veículo que transmite compreensão e empatia. A comunicação não-verbal pode ser uma forma muito poderosa de falar com seu parceiro sobre sentimentos. E você, já abraçou alguém hoje?  

Categoria: #CuidarDeVocê