Ouvidoria   

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentação Saudável, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Saúde Emocional

Cuidados com a pele das crianças no sol e no... Atividade Física, Filhos e Gestação

20 livros para entender a luta contra a discriminação racial

Que tal escolher um para iniciar a leitura hoje mesmo?

18 de novembro de 2021

O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro. Apesar de não ser feriado em todo o Brasil, é feriado em algumas cidades e nos seguintes estados: Rio de Janeiro, Mato Grosso, Alagoas, Amazonas, Amapá e Rio Grande do Sul.

A data recorda o dia em Zumbi dos Palmares foi assassinado, 20 de novembro de 1695. Zumbi foi líder do Quilombo de Palmares, um refúgio dos escravos, e durante sua vida lutou contra a escravidão.

E como surgiu o Dia da Consciência Negra? Foi uma iniciativa do Grupo Palmares. Esse grupo foi fundado em 1971 por universitários negros, em Porto Alegre. Entre os seus objetivos, um deles era refletir sobre a situação dos negros no Brasil.

No primeiro encontro do grupo, surgiu a ideia de criar um dia para celebrar a importância da cultura negra, e escolheram o dia em que Zumbi dos Palmares foi assassinado, porque se identificavam com a história de Zumbi.

Por isso, é uma data importante para a conscientização dos desafios diários vividos por negros e negras. O Grupo de Diversidade da Unimed VTRP elencou 20 obras literárias para apredermos mais e darmos mais força ao movimento.

Que tal escolher um para conhecer hoje mesmo?

Mulheres, Raça e Classe – Angela Davis

O Feminismo é para todo mundo – Bell Hooks

Quarto de Despejo – Carolina de Jesus

Americanah – Chimamanda Ngozi Adichie

Pequeno Manual Antiracista – Djamila Ribeiro

Eu sei porque o Pássaro canta na Gaiola – Maya Angelou

O ano em que disse SIM – Shonda Rhimes

Não vou mais lavar os pratos – Cristiane Sobral

Insubmissas lágrimas de mulheres – Conceição Evaristo

Desde que o samba é samba – Paulo Lins

A escravidão no Brasil (Como eu ensino) – Joel Rufino dos Santos

Olhos d’água – Conceição Evaristo

Quando me descobri negra – Bianca Santana

Heroínas negras brasileiras em 15 cordéis -Jarid Arraes

Rastros de resistência: Histórias de luta e liberdade do povo negro – Ale Santos

Reservado – Alexandre Ribeiro

Sim à igualdade racial: raça e mercado de trabalho – Luana Génot

Assim na terra como debaixo da terra – Ana Paula Maia

O sol na cabeça – Geovani Martins

O ódio que você semeia – Angie Thomas