Câncer de mama: como me prevenir? Saúde do Homem e da Mulher

Diabetes gestacional: como evitar? Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Outubro Rosa: foco na saúde da mulher como um... Saúde do Homem e da Mulher

Vacinação contra sarampo e poliomielite

26 de novembro de 2014

Todas as crianças a partir de 6 meses até menores de 5 anos devem receber a vacina contra Poliomielite e Sarampo. Ao todo, serão mais de 100 mil postos e 350 mil profissionais atuando na vacinação infantil. A campanha encerra dia 28 de novembro. O ministro da saúde enfatizou a importância da mobilização: “É uma possibilidade de contribuir e ao País e ao cenário internacional, no enfrentamento das duas doenças. O Brasil recebe muitos turistas, então é extremamente importante que doenças de transmissão fácil tenha uma arma da prevenção segura.”  

Blog Unimed Vacinação2

  Poliomelite A poliomielite é uma doença contagiosa causada por um vírus que vive no intestino. Em geral, a doença apresenta poucos sintomas e estes são parecidos com o de outras infecções. Entre os sintomas podem ser apresentados, febre, dor de garganta, náusea, vômito, dor abdominal e em alguns casos diarréia. A poliomielite pode causar paralisiaesta se manifesta de forma assimétrica, ou seja, em um só dos membros. A paralisia se caracteriza por perda da força muscular e dos reflexos. No Brasil a Poliomielite é evitada através da vacinação. Não deixe de levar as crianças a partir de 6 meses até 5 anos de idade para receber a dose.  

Blog Unimed Vacinação1

  Sarampo Diferente da poliomielite, o Sarampo ainda é muito presente no mundo inteiro. Há a presença do vírus na Europa, Ásia e África. No total, são 155 mil casos registados no mundo, o que abre espaço ao vírus importado, trazido e levado por viajantes. Sarampo é uma doença contagiosa muito comum principalmente a infância. Os principais sintomas são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular e corrimento do nariz, falta de apetite e aparecimento de manchas vermelhas. A transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração. Além de secreções respiratórias ou da boca, também é possível se contaminar através da dispersão de gotículas com partículas virais no ar, que podem perdurar por tempo relativamente longo no ambiente, especialmente em locais fechados como escolas e clínicas. O Sarampo é evitado através da vacinação. Não deixe de levar as crianças a partir de 6 meses até 5 anos de idade para receber a dose.   O público-alvo da vacinação da chamada Tríplice Viral – que também protege contra rubéola e caxumba – são crianças de 1 a 5 anos incompletos. A estimativa é promover a vacinação de 10,9 milhões de crianças.  

Categoria: #CuidarDeVocê