imgTopo Contato separador btnPesquisa
Saúde

Cuidados com o fone de ouvido

Os fones de ouvido estão cada vez mais presentes em nosso dia a dia. Na rua, no ônibus, no almoço, cada vez mais andamos acompanhados deste acessório.

Não é de hoje que existe uma preocupação grande com as pessoas que passam muito tempo fazendo uso dos fones. Muitos estudos e pesquisas têm sido feitos nesta área, e os resultados preocupam.

 

Blog Unimed VTRP Fones de Ouvido Cuidado Audição 1

 

Entendendo o decibel

O som é medido por uma unidade chamada decibel. Na escala decibel, o menor som audível possui uma intensidade de 0 dB.

Como se trata de uma escala logarítmica, um som dez vezes mais forte do que o menor som audível possui intensidade igual a 10 dB, um som cem vezes mais forte, 20 dB, um som mil vezes mais forte, 30 dB, e assim por diante.

Confira abaixo a intensidade de alguns sons mais corriqueiros.
Quase silêncio total – 0 dB.
Sussurro – 15 dB.
Conversa normal – 60 dB.
Buzina de automóvel – 110 dB.
Show de rock – 120 dB.
Tiro ou rojão – 140 dB.

A exposição a um som com intensidade de 90 dB por mais de sete horas pode causar alguns danos à audição, mas basta um segundo para que um som com 140 dB de intensidade cause danos irreversíveis à sua audição, chegando a causar dor.

 

Blog Unimed VTRP Fones de Ouvido Cuidado Audição 2

 

É normal às vezes não conseguirmos ouvir o que a outra pessoa está nos falando, principalmente se tiver muito ruído no ambiente. Mas se isto está se tornando muito frequente, mesmo em ambientes silenciosos, e você utiliza frequentemente fones de ouvido, saiba que pode ser um sinal de que alguma coisa não está muito bem com sua audição.

Em uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, mais da metade dos adolescentes entrevistados, todos que utilizam fones de ouvidos, apresentaram três dos principais sintomas de perda de audição: ouvir constantemente zumbidos e barulhos de campainhas, aumentar o volume da TV e do rádio, dizer “Hein?!”, “Hã?!” e “O quê?!” durante conversas normais e em ambientes pouco ruidosos.

Algumas pessoas apresentam ainda sintomas secundários, como o surgimento da labirintite, tontura e dores de cabeça em excesso (com a concentração na dor nas têmporas).

 

Blog Unimed VTRP Fones de Ouvido Cuidado Audição 3

 

O maior problema não é o uso do fone de ouvido em si, mas sim o exagero de muitas pessoas. Quantas vezes já aconteceu de você pegar ônibus ou passar por uma pessoa com fones de ouvido que estava com o volume tão alto que era possível ouvir a música claramente mesmo estando longe? Pois é, este é o real problema quando o assunto é a saúde auditiva.

Nossos ouvidos aguentam uma intensidade sonora de até 75 dB sem sofrer dano algum, acima disso a audição já começa a ser prejudicada. Quanto maior for a intensidade, menor é o tempo que podemos ficar expostos sem sofrer as consequências mais tarde.

Tudo o que é em excesso, faz mal. Com os fones de ouvido não poderia ser diferente. Se usado corretamente, por períodos mais curtos, com o volume que você, e apenas você, consiga ouvir claramente, não há problema algum.

 


Envie o seu comentário para a Unimed VTRP




siteOficial ans
Todos os direitos reservados Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo 2018.
barraRodapeLink
Nossos Favoritos
Sobre a Unimed VTRP
Política de Comentários
Relatório de Sustentabilidade
Revista Unimed
;