Ouvidoria   

PCR, teste rápido, autoteste… Entenda as... Coronavírus

5 receitas de lanches rápidos e fáceis para... Alimentos do Bem, Coronavírus, Filhos e Gestação, Saúde do Homem e da Mulher

Preparamos dicas de séries, músicas e podcast Coronavírus, Equilíbrio | Saúde Emocional

9 sinais precoces para identificar o Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Pais, educadores e profissionais de saúde podem ajudar no diagnóstico precoce

05 de abril de 2022

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é caracterizado por dificuldades de comunicação e interação social e pela presença de comportamentos e/ou interesses repetitivos ou restritos.

Esta é a definição geral apresentada no Manual de Orientação intitulado “Transtorno do Espectro do Autismo”, publicado pelo Departamento Científico de Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Segundo o documento, a gravidade de apresentação do transtorno é variável.

O TEA manifesta-se nos primeiros anos de vida, no entanto, sua trajetória não é uniforme. Algumas crianças apresentam sintomas logo após o nascimento, contudo, na maioria dos casos, eles apenas são consistentemente identificados entre os 12 e 24 meses de idade.

Alguns sinais podem ajudar pais, educadores e profissionais de saúde a identificar de forma precoce o transtorno são eles:

OS 9 SINAIS

Atraso na fala/linguagem

Desinteresse e pouca iniciativa na comunicação, com dificuldades e atraso na emissão de sons vocais

Baixo contato visual

Não responde ao ser chamado pelo nome, sem correspondência do olhar direcionado a quem o chamou

Estereotipias motoras e vocais

Olhar lateralizado, balanço constante das mãos (flapping), andar na ponta dos pés, pulos e gritos sem motivos, entre outros

Inflexibilidade a mudanças

Insistência em manter a mesma rotina

Alterações na alimentação

Seletividade alimentar (ex: comer sempre os mesmos alimentos), rituais (ex: usar sempre os mesmos talheres, cortar sempre da mesma forma e tamanho, sentar sempre no mesmo local)

Uso inapropriado dos objetos

Coleciona objetos estranhos, não os utiliza de forma funcional, focando seu interesse só por uma parte do objeto

Brincar sem funcionalidade

Alinhamento e agrupamento de brinquedos, falta de simbolismo e funcionalidade nas atividades

Dificuldades na interação social

Dificuldade em se relacionar com outras pessoas

Alterações sensoriais

Sensibilidade a sons, luzes, aversão a diferentes texturas

Espaço Imaginamente

Independente de quando o transtorno é descoberto, pessoas com TEA precisam de acolhimento, avaliação e intervenção adequada de especialistas. Além disso, são fundamentais treinamento em habilidades específicas, desenvolvimento de autonomia e habilidades sociais, aceitação, paciência e amor.

Tudo isso está presente no Espaço Imaginamente, a clínica especializada no atendimento a pessoas com TEA da Unimed VTRP. A missão é acolher as famílias e ajudar em todo este processo.

O local foi projetado para atender às demandas de pessoas com TEA durante todo o ano. O trabalho é realizado por uma equipe interdisciplinar, composta por médica neuropediatra, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudióloga, nutricionista e demais profissionais apoiadores desses tratamentos.

A estrutura física do Imaginamente conta com recepção adaptada e lúdica, salas de atendimento, sala de reuniões, ambiente que simula um lar para treino de atividades de vida diária, bem como uma sala para desenvolvimento de atividades de interação social e outra para treino e desenvolvimento de habilidades motoras e sensoriais. A Sede da Unimed VTRP, onde fica localizado o Espaço Imaginamente, conta com estacionamento próprio, elevador e estruturas acessíveis.

As salas de atendimento do Espaço Imginamente contam também com portas com vidro espião e infraestrutura de áudio e microfone especiais, de modo que os pais e cuidadores possam acompanhar atendimentos quando indicado. Além disso, pais e cuidadores também recebem orientações e treinamentos para estímulo do desenvolvimento de competências das pessoas com TEA.

No vídeo abaixo é possível conhecer melhor a estrutura do Espaço Imaginamente. 

Novos olhares sobre o TEA

Que tal aprofundar os seus conhecimentos em TEA? Nesta edição do Mingau de Aveia, o podcast da Unimed VTRP, a psicóloga Viviane Molinaro dos Reis fala mais sobre o tema, de forma didática e acessível. Confira:

Categoria: Imaginamente